terça-feira, 31 de março de 2020

domingo, 29 de março de 2020

Governo de SFI confirma que manterá comércio parcialmente fechado por mais uma semana


Apenas serviços essenciais poderão funcionar






A prefeita de São Francisco de Itabapoana Francimara Azeredo anunciou em “live” nas redes sociais na noite deste domingo, 29/03, que vai manter em vigor o decreto que restringe o funcionamento do comercio de São Francisco de Itabapoana, liberando apenas os serviços essenciais.

 A decisão da prefeita foi baseada em recomendações do Conselho Regional de Medicina (Cremerj), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) e da Defensoria Pública.

 “Não é o que eu queria, mas não posso ir contra o governo do estado, até porque se não tiver o apoio do governo teremos dificuldades”, disse a prefeita. 

 Segundo apurou o VNOTÍCIA, nesta segunda-feira, quando encerra a validade do atual decreto, o executivo municipal irá publicar o novo decreta que trará algumas alterações, como horários de funcionamento entre outras. 

Francimara disse ainda que, nesta segunda-feira, 30/03, participará de uma “vídeo conferência” com o governador do Estado do Rio de Janeiro Wilson Vitzel e prefeitos do norte e noroeste fluminense. 

 “As pessoas acabam misturando as questões políticas. Gostaria que todos estivessem trabalhando, passeando, mas no momento não será possível”, disse. O secretário de Saúde Sebastião Campista disse que somos livres para tomar as decisões, mas temos que arcar com as consequências e ter responsabilidade. 

 “Não faz sentido não seguir as orientações das autoridades constituidas. As atitudes que estamos tomando hoje é em benefício de todos”, concluiu. 

 O Ministério Público e a Defensoria Pública recomendaram que as providências tomadas em SFI estejam alinhadas com os demais municípios da região, em relação à adoção das medidas de restrição à circulação e aglomeração das pessoas. 

 Esta orientação foi dada em reunião, na manhã deste domingo em Campos, da qual participaram o presidente do Sindicato dos Médicos de Campos, José Roberto Crespo; o secretário municipal de Saúde Sebastião Campista; Cynthia Cordeiro, representante do Cremerj; o promotor de Justiça Marcelo Lessa; (na foto abaixo) o Procurador Geral do Município Ricardo Cidade, que aliás exibe as recomendações da Defensoria Pública e do Ministério Público.

Após reunião com Cremerj, MP-RJ e Defensoria, SFI pode voltar atrás sobre decisão de reabrir lojas



Tendência é que apenas estabelecimentos considerados essenciais seguirão funcionando no município


http://vnoticia.com.br/noticia/4460-apos-reuniao-com-cremerj-mp-rj-e-defensoria-sfi-pode-voltar-atras-sobre-decisao-de-reabrir-lojas



quinta-feira, 26 de março de 2020

quarta-feira, 25 de março de 2020

Brilhante estreia de Caio Copolla na CNN


O jornalista Caio Coppola dá show em primeiro debate na CNN Brasil no confronto com a advogada Gabriela Prioli, ambos comentaristas da emissora com participação no “grande debate”.

Com inteligência Caio Coppola soube neutralizar Gabriela que bate com pau de quina no presidente Bolsonaro. Ele disse:  

Neste momento de tensão entre governo e congresso, Copolla lembrou o Art 2ª da Constituição que prevê que os Poderes devem ser mesmo independentes e harmônicos. Essa é a expressão do texto constitucional. 

Só que antes de Bolsonaro, o congresso não era independente porque o congresso era comprado. Comprado com liberação de verbas públicas, comprado com liberação de cargos, loteamento de ministérios, financiamento de campanhas eleitorais até com propinas. Veja o mensalão e o petrolão  que não nos deixam mentir. 

A tal da “governabilidade” era fruto dessas transações imorais que garantiam ao governo do PT uma base de apoio no Congresso. 

Portanto, a independência dos poderes era um grande faz de conta no Brasil. 

Isso é gravíssimo, porque o parlamentar é eleito para votar conforme sua convicção política em nome do interesse público, não motivado pelo interesse particular e muitas das vezes interesses escusos. 

Com a posso do novo governo, este sistema viciado, conhecido como Governo de Coalisão foi suspeito e os deputados e senadores perderam os tais favores presidencial. Isso é fruto de uma maturidade democrática nos país. Por isso que o Congresso que sempre era mimado, grita e esperneia. 

Comentário final meu. “Isso tudo, sem citar, ainda, o desvio de milhares de dólares descobertos pela lava jato”. 

E ainda tem gente que não entende ou se faz de bobo e odeia Bolsonaro. A mamata acabou. Olha o exemplo da extrema imprensa. Acabou milho, acabou a pipoca. A rede Globo, Folha de São Paulo, Veja, vivem batendo dia-e-noite no presidente. Tudo isso vocês sabem porque". Parabéns Copolla.