Contatos

radiosaofrancisco@gmail.com ou pelos telefones 22 - 2789.2187 e 22- 9915.2187 .

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Lei da Ficha Limpa deve barrar pelo menos 100 candidaturas, estima TSE

Brasília - Em todo o país, pelo menos 100 pessoas deverão ter a candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa, segundo previsão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até o momento, das 1.030 candidaturas indeferidas, pouco mais de 70 referem-se à nova lei.“É um número esperado por todos nós. A lei vai promover o saneamento nas candidaturas. Mas, estamos tratando de um universo pequeno de candidatos”, disse o presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, em entrevista exclusiva à Agência Brasil e à TV Brasil.
Segundo o ministro, com a entrada em vigor da lei, os próprios partidos se tornaram um filtro dos candidatos condenados por órgãos colegiados e que, portanto, tornaram-se inelegíveis pela regra da Ficha Limpa. Os indeferimentos das candidaturas nos tribunais regionais eleitorais (TREs) podem ser questionados no TSE e, em último caso, no Supremo Tribunal Federal (STF).
A lei também impede a candidatura de políticos que renunciaram a mandatos para fugir de processos de cassação, como o ex-senador Joaquim Roriz (PSC-DF). Ele teve a candidatura a governador indeferida pelo TRE do Distrito Federal e promete recorrer à instância superior.
Nesses casos, o ministro Lewandowski é prudente ao fazer uma avaliação. Segundo ele, é necessário analisar caso a caso o motivo da renúncia. “É preciso verificar se a renúncia se deu por motivos legítimos ou para escapar de punição”, disse. No TSE, os recursos sobre indeferimento de candidaturas deverão ser julgados até o dia 19 deste mês.
Quanto aos possíveis questionamentos sobre a constitucionalidade da Ficha Limpa, especialmente em relação à sua retroatividade e entrada em vigor, Lewandowski se apressou em dizer que a lei obedece aos princípios constitucionais. Na definição da data de validade da nova regra, os ministros do TSE se basearam em jurisprudência do STF sobre a Lei de Inelegibilidade.
Os ministros usaram o mesmo entendimento da época, o de que não seria preciso adotar o critério de anualidade, que estabelece que leis eleitorais só podem entrar em vigor um ano após a sua aprovação. Eles também determinaram que políticos que ainda estão respondendo a processo sejam barrados pela lei.
Lewandowski explicou que a Ficha Limpa não impõe uma sanção ao candidato, apenas cria um requisito: não ter sido condenado por órgão colegiado. Por isso, os princípios da anualidade e da não retroatividade são desnecessários nesse caso.

Concurso público dos Correios é adiado para novembro

Concurso preencherá 6.565 vagas.



Brasília - O concurso público dos Correios, para preencher 6.565 vagas em todo o país, será realizado no dia 21 de novembro. As provas estavam previstas para serem aplicadas no mês que vem, mas o presidente dos Correios, David José de Matos, disse hoje (5) que a seleção foi adiada por problemas de logística e segurança.Segundo ele, serão contratados 4 mil funcionários temporariamente para suprir a demanda da empresa até o fim do ano. Os concursados deverão começar a ser contratados até janeiro. “Esse atraso não trará prejuízo significativo, acho melhor a gente trabalhar com segurança”, disse. O presidente explicou que algumas pessoas se inscreveram para concorrer a mais de um cargo no concurso. Um total de 1.064.209 candidatos se inscreveram para participar do concurso, que teve o edital publicado no fim do ano passado. Os salários vão de R$ 706,48 a R$ 3.108,37

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Acusados de fraude em contratação de artistas pela prefeitura de Campos têm recurso negado

Foto: Arquivo
Telhado de Vidro:
.
Por unanimidade, o pedido de habeas corpus dos empresários Fábio Lucas Fonseca Seves e Stephan Jakimow Nunes foi negado pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Eles são acusados de integrar quadrilha que fraudava licitações. A defesa dos réus impetrou o recurso contra o julgado do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

Os empresários e outros 16 acusados integrariam uma quadrilha que cometeria fraudes em licitações para contratações de artistas pela prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ). Os dois controlavam empresas de eventos que serviam de “laranjas” num esquema de lavagem de dinheiro. Eles contratavam artistas renomados e depois apresentavam contas que teriam os valores majorados em quase 200%. Ao todo, a quadrilha teria causado prejuízos de mais de R$ 240 milhões ao estado.

Os réus foram acusados de infringir o artigo 1º, incisos V e VII, da Lei n. 9.613/1998, que define o crime de lavagem de dinheiro cometido contra a Administração Pública e executado por organização criminosa. Também teria sido desrespeitado o artigo 288 do Código Penal, que define o crime de formação de quadrilha. O TRF2 negou o pedido de habeas corpus dos acusados, considerando haver indícios suficientes da autoria.

No STJ, a defesa dos acusados alegou que a denúncia contra eles seria inepta, já que as condutas particulares deles não foram descritas conforme exigido no artigo 41 do Código de Processo Penal (CPP). Também afirmaram que o direito de defesa foi cerceado, já que o suposto delito não foi adequadamente descrito. Finalmente, pediram a suspensão do processo até o julgamento do mérito.

No seu voto, o ministro relator Jorge Mussi afirmou não haver a alegada inépcia da acusação. Ele lembrou que, segundo a doutrina e a jurisprudência do STJ, processos que envolvem muitos réus e crimes que envolvem quadrilhas não exigem a identificação minuciosa da atividade dos acusados em separado. “Da documentação apresentada na acusação, não se depreende qualquer deficiência com poder de tornar-lhe inepta”, comentou o magistrado.

O ministro Mussi também destacou que haveria ampla documentação comprovando o envolvimento dos empresários com as supostas práticas criminosas. O ministro apontou, ainda, que o artigo 41 do CPP exige a indicação da data, local, ato criminoso, acusados e outras informações na acusação. Para ele, todos esses quesitos foram cumpridos no processo. Com esses argumentos, negou o habeas corpus. (Do site do STJ)

Princípio de incêndio em ônibus de romeiros retornando do Santuário das Neves leva pânico a passageiros

.

Acidente aconteceu quando o ônibus da Viação São Salvador passava pelo centro da cidade de SFI.

Todos os passageiros pertencem ao Grupo da Terceira Idade de Travessão de Campos.

.




Um princípio de incêndio em um pneu traseiro de um ônibus de excursão da Viação São Salvador, placa GXH-5145- de Campos dos Goytacazes, levou pânico aos 46 passageiros, todos romeiros que retornavam do Santuário de N. S. das Neves, na praia das Neves no Espírito Santo, nesta quinta-feira, dia 5. O fato aconteceu por volta das 19 horas quando o ônibus dos romeiros passava pela Avenida Joaquim da Mota Sobrinho no centro de São Francisco de Itabapoana. O motorista alertado por populares do incêndio, em um dos pneus, parou o ônibus e pediu que todos os passageiros que fazem parte do Grupo da Terceira Idade de Travessão de Campos descecem com calma. Segundo a presidente da entidade Eloíza Pereira Alves com a notícia de incêndio na parte externa do ônibus houve um descontrole emocional dos passageiros. “Na pressa para sair do ônibus houve empurrões e tumulto. Uma passageira de nome Aureni passou mal e foi socorrida pelo resgate levada para o Posto de Saúde da cidade”, disse. Segundo Eloíza o motorista pedia calma mais todos queriam descer do ônibus ao mesmo tempo e aos empurrões. Uma senhora que não quis se identificar disse que houve momentos de pânico. Mas logo as chamas foram debeladas por outros motoristas que ajudaram com extintores de incêndio. Outro ônibus foi providenciado pela empresa São Salvador para levar os idosos ao destino Travessão de Campos.

Imagens da missa campal no Santuário das Neves

Missa campal ao lado do Santuário de N. S. das Neves.





Acesso ao Espírito Santo pela divisa SFI a praia das Neves está normalizado

As vans voltaram a ter acesso livre a Estrada que liga a divisa de SFI com o Espírito Santo com destino a Praia das Neves onde acontece a festa de Nossa Senhora das Neves. Neste momento é intenso o movimento de veículos com muita poeira na Estrada. A segurança é total na área do estacionamento e no entorno da Igreja de N.S. das Neves. Milhares de romeiros e centenas de barracas fazem o cenário de fé e esperança na tradicional festa. A todo o momento surge um aceno de um sanfranciscano caminhando pela área próxima a igreja. Em termos de público, o comentário é geral, de que superou o do ano passado. Dentro de instantes vamos postar imagens da missa campal que acabou de ser celebrada por três padres ao lado do Santuário. Na cantina de Igreja o movimento é intenso de romeiros comprando a famosa quentinha ao preço de R$ 8 reais.

Romeiros impedidos de chegarem ao Santuário das Neves na Praia das Neves

Posto Policial na divisa do Espírito Santo
Fotos: Arquivo do Blog.


Festa das Neves: ninguém passa na divisa do RJ com ES
Romeiros, transportados por Vans, com destino a Praia das Neves onde acontece, hoje 5-8, o último dia da Festa de Nossa Senhora das Neves, estão na divisa do Espirito Santo com o RJ, aguardando a liberação das Vans pela Polícia Militar do Espito Santo.
.
Uma ouvinte da Rádio São francisco FM ligou agora para o jornal São Francisco é Notícia informando que está havendo uma manifestação de motoristas de Vans na divisa de São Francisco de Itabpoana com o Espirito Santo. Policiais Militares, no Posto da Polícia Rodoviária, estão impendindo a passagem das Vans. A ouvinte não soube explicar a motivação para o impedimento da passagem das Vans na divisa do Estado do Rio com o Espirito Santo. Os motoristas de Vans, revoltados com a situação, estariam impedindo a passagens dos veículos menores, com isso muitos romeiros estão revoltados. Mais informações em instantes.

Eleitor tem até 23 de setembro para pedir segunda via do título


Para votar em 3 de outubro, o eleitor que perdeu ou teve o título extraviado têm até o dia 23 de setembro para pedir uma segunda via (reimpressão) do documento, em qualquer cartório eleitoral do país. Com o objetivo de garantir o direito do voto de todos os cidadãos, em junho deste ano o Tribunal Superior Eleitoral autorizou a reimpressão até esta data, mesmo daqueles eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral. A legislação anterior previa que quem estivesse fora do seu local de votação tinha somente até 4 de agosto para pedir a segunda via do título.

Só podem pedir a reimpressão os eleitores que já tinham ou pediram o título até 5 de maio deste ano, data em que foi fechado o cadastro eleitoral de 2010.

Dois documentos

Na mesma sessão em que o TSE decidiu estender o prazo para pedido de reimpressão do título, o tribunal reiterou a obrigatoriedade da apresentação do título e de um documento oficial com foto para votar nas próximas eleições. A exigência da apresentação dos dois documentos foi introduzida na Lei das Eleições por meio da Lei 12.034/09.

Como documento oficial serão aceitos a carteira de identidade ou documento de valor legal equivalente (identidade funcional), carteira de trabalho ou de habilitação com foto e certificado de reservista. Já as certidões de nascimento ou casamento não serão admitidas como prova de identidade.
Estão aptos a votar nessas eleições 135.804.433 brasileiros. No dia 3 de outubro, serão escolhidos o novo presidente da República (e seu vice), 27 governadores, 54 senadores (renovação de 2/3 do Senado Federal), 513 deputados federais e 1.069 deputados estaduais/distritais. Caso nenhum candidato a presidente ou a governador alcance a maioria dos votos válidos neste dia, haverá segundo turno no dia 31 do mesmo mê

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Comentários anômimos

O Blog tem recebido muitos comentários anônimos. Muitos desses comentários são até interessantes no contexto a que se propõe, com opiniões sobre as últimas matérias postadas. Lamentamos o anonimato.

Resultados da Categoria Aspirantes do Campeonato de Futebol de SFI

3ª Rodada – 01/08
Nova Belém 4 X 0 Amprajope
Santo Amaro 1 X 1 Flor de Maio
Travessão 0 X 0 Buena
Palmeirinha 2 X 3 Guaxindiba
Quatro Bocas 1 X 1 Amavor
Morro do Bode 0 X 7 Gargaú

Confira aqui a classificação atualizada do Campeonato Municipal de Futebol Amador de SFI.

CRAS de Praça João Pessoa recebe o Programa Consciência Ampla

Nesta semana, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Praça João Pessoa, no município de São Francisco de Itabapoana, recebeu o Programa Consciência Ampla. O objetivo é orientar sobre o consumo consciente de energia.
Cerca de 50 famílias cadastradas no CRAS participaram da palestra ministrada pelo coordenador da equipe de projetos sociais da Ampla, Marcos Magro. Utilizando a maquete de uma casa Marcos explicou os principais erros cometidos pelas pessoas e como elas podem evitar o desperdício de energia.
Na ocasião, cada participante ganhou uma lâmpada econômica. Em setembro, a mesma palestra será ministrada na escola da comunidade de Quatro Bocas através do "Projeto CRAS Itinerante", em que as atividades do CRAS funcionam fora de sua sede.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Alexandre Rosa fala ao Blog do Paulo Noel

Presidente da Câmara SJB vai propor TAC ao MP para Legislativo voltar à normalidade

Cerca de 100 funcionários estão exonerados.
O Blog teve acesso à sentença. Clique na imagem para ampliá-la.
Fotos do Blog do Paulo Noel.


Presidente Alexandre Rosa recebeu o Blog em sua residência.

O presidente Alexandre Rosa exibe a documentação da sentença à imprensa.




Câmara está fechada. Presidente Alexandre recebeu a solidariedade dos vereadores Cacá e Camarão.

.
Com exceção do diretor e procurador geral, todos os funcionários foram exonerados.

O presidente da Câmara Municipal de São João da Barra, vereador Alexandre Rosa, está neste momento no prédio do Legislativo Municipal reunido com advogados da procuradoria do Legislativo sanjoanense e outros assessores com o objetivo de formatar um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, para apresentar ao Ministério Público Estadual na tentativa de que a Câmara volte à normalidade. Alexandre Rosa recebeu a imprensa hoje pela manhã, na residência onde mora, na Rua Senhor dos Passos em SJB, e disse que o próximo passo, além do TAC, será a elaboração de um Edital para realização de um concurso público que nunca foi feito pelo Legislativo sanjoanense. “Vamos elaborar um Edital para encaminhar ao Tribunal de Contas e aguardar o parecer”, disse. Por outro lado Alexandre disse estar preocupado com o período eleitoral. “Conforme a Lei, só podemos contratar funcionários em ano eleitoral se o concurso fosse homologado até 20 de junho deste ano. Sendo assim temos que aguardar orientação do Tribunal de Contas”, disse.

A Câmara Municipal de São João da Barra está fechada desde ontem, já que foi obrigada a exonerar cerca de 100 funcionários por decisão de uma Sentença da Justiça, após solicitação do Ministério Público Estadual.

Conforme decisão da justiça, foram declarado extintos os seguintes cargos em comissão previstos no Art 4º da resolução 01/99: Consultor jurídico, consultor técnico, secretário da presidência e das comissões; assessor de controle interno, assessor de imprensa e de comunicação, tesoureiro, contador, assessores I, II e III, devendo a Câmara no prazo de 30 dias, a contar da intimação da sentença, proceder a imediata exoneração de todos os ocupantes dos ditos cargos, sob pena de pagamento de multa diária de 2 mil reais, além de multa pessoal e diária de 500 reais, na pessoa do presidente o qual deve ser intimado pessoalmente além das demais sanções civis, administrativas e criminais cabíveis na espécie.

Nunca foi realizado concurso público pelo Legislativo sanjoanense

O presidente da Câmara de SJB, Alexandre Rosa, reconhece que nunca houve concurso público, e que o quadro de funcionários era contratado a revelia da lei. No entanto, a decisão do MP pegou de surpresa os vereadores. Segundo Alexandre Rosa, a sentença que o ex-presidente José Amaro Martins de Souza (Neco) recebeu ficou automaticamente para a nova presidência, a partir de 1º de janeiro de 2010. “Não tínhamos conhecimento porque o ex-presidente Neco não passou que a sentença existia. Além do mais, assumimos a Câmara num momento muito tumultuado. Tivemos que buscar processos, chaves para abrir gavetas, e nessa situação tumultuada não tivemos a transição da diretoria passada para a atual” , alegou o presidente Rosa.

Repercussão junto às famílias dos funcionários exonerados

Ontem, o presidente Alexandre Rosa reuniu-se com o pessoal da Casa, o que segundo ele foi "muito duro" ter que dar a notícia da exoneração. “Para mim, como presidente, falei que preferia que fossem apenas os meus assessores e não aqueles pais de família que trabalham a cerca de 20 anos no Legislativo”, disse. Alexandre lamentou passar por esta situação. “Na verdade não posso fazer nada, pois como presidente, estou cumprindo determinação Judicial. Vamos propor à Justiça para que autorize a contratar, pelo menos, pessoal de limpeza e manutenção para os trabalhos essenciais, através de uma firma terceirizada, até que o TAC seja efetivado”, disse.
.
Alexandre Rosa atribuiu à gestão passada do Legislativo, que ignorou a sentença da Justiça. “Sem saber de nada, por acaso, vendo o Site da Justiça é que fui saber que em 15 de fevereiro, houve notificação da Justiça”, disse. “Apesar de temos entrado com um instrumento de agravo, a Justiça negou alegando intempestividade”, conta. Para Alexandre Rosa, quem foi notificado foi o ex-presidente, assim a procuradoria entendia que a atual gestão deveria ser novamente notificada. “A ordem da justiça foi em 17-11-2008, onde o ex-presidente tinha até 17 de dezembro de 2008 para cumprir com a decisão.

Versão do Neco
O Blog conseguiu falar com Suelen, assessora do ex-presidente da Câmara Municipal de SJB, José Amaro Martins de Souza, o Neco. Suelen disse que oportunamente Neco dará entrevista, pois no momento estava ocupado almoçando. A entrevista do Neco, que atualmente responde pela Secretaria de Promoção Social do Governo Carla Machado, ficou de ser agendada pela Suelen.
.

Atualizado às 14h10m desta terça-feira, 03-08-10:

O Blog conseguiu falar agora com o ex-presidente da Câmara de SJB José Amaro Martins de Souza, o Neco, que afirmou categoricamente que o presidente Alexandre Rosa tinha conhecimento da sentença do MP quando assumiu o Legislativo Sanjoanense. Quanto ao concurso público, Neco disse que durante quatro anos vinha cobrando dos vereadores. “No final do meu mandato chegou decisão judicial pedindo que fosse realizado o concurso público. Entretanto quando fui dar entrada, para abrir o edital, o vereador Alexandre Rosa assumiu a presidência”, disse. Segundo Neco, que falou com o Blog pelo celular, o atual presidente do Legislativo sanjoanense perdeu o prazo de propor um TAC e abrir o Edital do concurso público, e acabou recebendo uma multa de cerca de R$360 mil. Disse ainda que a Justiça também lhe aplicou uma multa de R$ 14 mil, e que não tem nenhuma responsabilidade na exoneração dos funcionários da Câmara Municipal. “Não sou mais o presidente”, disse o ex-presidente Neco, concluindo que a procuradoria da Câmara Municipal de SJB deveria ter conhecimento da sentença.

Funcionários da Câmara de SJB exonerados


A Câmara dos vereadores de São João da Barra está de portas fechadas. O presidente do Legislativo, Alexandre Rosa, exonerou todos os funcionários, cumprindo decisão judicial. Por solicitação do Ministério Público, a Justiça determinou a exoneração e a realização de concurso público para o órgão.

De acordo com a assessoria do Legislativo Sanjoanense, o presidente Alexandre Rosa tenta reverter a situação, mas ainda não conseguiu. Ele quer firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para manter os funcionários até o concurso. Se não cumprisse, teria que ser paga uma multa de R$ 2.500 por dia. (Fonte: ( http://www.fmanha.com.br/blogs/nacurvadorio )

LLX inicia construção do quebra-mar no Superporto do Açu

.
Totalmente feito de concreto, cada estrutura de core-loc (foto) pesa 10 toneladas e possui um chip de localização
Fotos: Paulo Noel

Estrutura de core-loc no pátio da LLX.


Píer provisório construído ao lado da ponte principal.

.
Com obras adiantadas, o Superporto do Açu, desenvolvido pela LLX - empresa de logística do Grupo EBX, segue em fase de instalação em São João da Barra. Após a conclusão da ponte com 2,9 quilômetros de extensão, com 111 dias de antecedência, foi iniciada a construção do quebra-mar.

Formado por rochas e por unidades de concreto, o quebra-mar será construído em forma de L ao redor da ponte e dos píeres para atracação de navios. Ele terá 1,3 km de extensão ao norte e 930 metros a oeste e tem como objetivo proteger os navios atracados no porto.

Com construção iniciada em junho, o quebra-mar terá altura total de 23 metros. O lançamento das pedras é feito por barcaças que são carregadas em um píer provisório construído ao lado da ponte principal. Quando carregadas, as barcaças seguem para o local de construção do quebra-mar e, com indicações fornecidas por GPS, descarregam as pedras.

Para a finalização do quebra-mar, quando não for mais possível fazer o descarregamento com barcaças, os blocos de pedra serão lançados por caminhões.

Para a construção do quebra-mar, a LLX adquiriu uma pedreira em Campos, a cerca de 70 km do Superporto do Açu. Por dia, cerca de 3,5 mil m³ de pedras são transportadas por 50 caminhões do tipo rodo-trem (com duas carretas). Atualmente já são 300 mil m3 de blocos de pedra estocados no Superporto do Açu.

A previsão é que a construção do quebra-mar seja concluída no final de 2011. No total serão utilizados mais de 1,8 milhão de m³ de blocos de pedras – o equivalente ao Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro.
A finalização do quebra-mar será feita com estruturas de concreto, conhecidas por core-loc. Esses blocos de concreto serão encaixados uns aos outros e formarão a carapaça de proteção do quebra-mar. Eles serão instalados com o auxílio de GPS.

Totalmente feito de concreto, cada estrutura de core-loc pesa 10 toneladas e possui um chip de localização. Diariamente são produzidas cerca de 60 peças no próprio empreendimento. No total, serão utilizadas aproximadamente 21,4 mil peças. (Fotos: Blog do Paulo Noel e matéria da assessoria de imprensa da LLX)

Censo do IBGE começa oficialmente em São Francisco

Começou domingo em todo o país a contagem da população e seus dados, através do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Em São Francisco de Itabapoana o trabalho de recenseamento do Censo 2010 começou oficialmente ontem com o prefeito Beto Azevedo sendo o primeiro cidadão do município a responder o questionário do IBGE. Em São Francisco de Itabapoana o IBGE vai atuar com 58 recenseadores em 105 setores divididos em áreas geográficas de acordo com a distribuição de domicílios. Além disso, são 6 supervisores, 1 agente administrativo e 1 gerente municipal. De acordo com o Gerente Regional, Antônio Carlos, o trabalho conta ainda com a parceria da prefeitura que cedeu uma sala com toda infraestrutura para funcionar como posto de coleta (funciona ao lado da sede da Polícia Militar). “As prefeituras são nossas principais aliadas principalmente na logística. É a primeira vez que fazemos esta parceria e isso vai ser fundamental”, explicou Antônio.

O gerente regional do IBGE em Campos, Alan Aziz, informou que neste censo uma das novidades é o PDA, espécie de computador de bolso utilizado por cada recenseador, dispensando o uso de formulários de papel. O aparelho ajuda a identificar os recenseadores, que utilizam ainda uniforme composto por calça jeans, boné e colete na cor azul com o número do telefone 0800 e site do IBGE.

Importância social de se receber bem os recenseadores

Alan Aziz ressalta a importância de cada morador na cidade e no interior abrir as portas e dar atenção ao recenseador. Ele ressalta que o Censo é a mãe de todos as pesquisas, porque faz coleta sobre as condições de vida da população nas áreas mais importantes para a vida nas cidades, estados e no país que são: trabalho, renda, educação, saúde e situação econômica. “Nossos recenseadores vão a campo em busca de dados sobre a existência de deficientes físicos nas famílias, religião, sobre a existência de medidores de energia elétrica, rede de esgoto, se têm escola, se têm automóvel, motocicleta, acesso à Internet e outras perguntas importantes para se planejar melhor os programas de atendimento à população”, completou. (Com informações do Blog, da Ascom e do IBGE)

Resultados de mais uma rodada do Campeonato de Futebol de SFI


Categoria Principal- 2º Fase- 3ª Rodada - Dia 01/08/2010

São Francisco 2 X 4 Amprajope
Santo Amaro___X___Flor de Maio *
Vilão 0 X 1 Buena
Palmeirinha 2 X 6 Guaxindiba
Quatro Bocas 0 X 0 Praça Imaculada
Morro do Bode 1 X 1 Sossego
* O jogo entre as equipes de Santo Amaro x Flor de Maio não aconteceu. O árbitro da partida sofreu um acidente de moto em Travessão de Campos.
___________________
Confira aqui a classificação atualizada da Categoria Principal.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Dibobeira bota a galera pra sambar


Neste momento, no palco, o Grupo Dibobeira está colocando a galera pra sambar ao som de muito pagode. O público é considerado bom para uma noite de domingo.

Rainha do Maracujá é de São Francisco


Além da Quadrilha Chega Mais, o domingo ainda reservou um momento de muita beleza por conta dos desfiles que elegeram a Menina Flor e a Rainha do 24º Festival do Maracujá. A Rainha do Maracujá foi a jovem Rebeca Viana (foto), de São Francisco. Rebeca é filha de Jorginho do Fórum e Valéria. Antes da eleição da Rainha, aconteceu o desfile mirim que consagrou a menina Yasmim Barreto, 8 anos, de Travessão de Barra, como a Menina Flor do Maracujá.

Quadrilha Chega Mais volta ao Festival do Maracujá



Essa é a Quadrilha Chega Mais, de São João de Meriti. O grupo faz parte da história do Festival do Maracujá. A primeira apresentação em Travessão foi há 18 anos. Mas a Chega Mais andava sumida da festa, e este ano voltou a Travessão de Barra para duas apresentações.


domingo, 1 de agosto de 2010

São João da Barra é campeão da Terceirona




Em uma partida emocionante, na qual o goleiro Glaucio foi o principal nome, mostrando porque foi indicado como o melhor goleiro do campeonato, o Esporte Clube São João da Barra sagrou-se campeão da Terceira Divisão de Profissionais do Estado do Rio. O empate em zero a zero, no Estádio Leão do Sul, em Barra Mansa, contra o time da casa, garantiu o primeiro título, justamente no dia do aniversário de um ano do clube, o caçula entre os profissionais do Estado do Rio. A partida foi pontuada por lances de grande emoção e dominada pelo Barra Mansa, que levou um bom público ao seu estádio.

Os 94 minutos de jogo foram uma verdadeira batalha. Uma disputa entre o melhor ataque do campeonato, o do São João da Barra, contra a defesa menos vazada, justamente o Barra Mansa. Precisando apenas de um empate, após a vitória por um a zero, no primeiro jogo das finais, no Estádio Manoel José Viana de Sá, em São João da Barra, o time visitante optou por montar um time de contenção e explorando os contra-ataques. Na primeira metade do primeiro tempo, o Barra Mansa dominou o jogo, assim como nos 25 minutos finais.

Ao apito do árbitro Graziani Maciel Rocha, seguiu-se uma grande festa em campo. Os cerca de 150 torcedores que enfrentaram quase oito horas de viagem do Norte ao Sul do Estado do Rio fizeram tremer as arquibancadas do Leão do Sul. A prefeita Carla Machado, presidente de honra do clube, acompanhou tensa à partida, que apesar de muito disputada foi na bola.

A primeira metade do primeiro tempo foi dominada pelo time da casa, que partiu para o ataque logo aos dois minutos. O São João da Barra explorava os contra-ataques com a bola passando obrigatoriamente pelos pés ou de Rondinelli ou de Leandro Sena. O Barra Mansa leva perigo nas infiltrações e jogadas pelas laterais. Aos 20 minutos, um susto. Após jogada pela esquerda do Barra Mansa a bola vai parar no fundo das redes, mas havia entrado por um furo na rede.

Após a parada técnica o São João da Barra melhorou o posicionamento da defesa, mas aos 27, o primeiro susto, quando o Barra Mansa pediu pênalti de Nirley, que não existiu. Aos 39, duas grandes defesas de Glaucio, uma por cima, cortando cruzamento e outra por baixo com os pés. Aos 43 minutos, nova defesa importante de Glaucio. No primeiro tempo o São João da Barra teve boa movimentação e levou algum temor à zaga adversária, mas as triangulações e infiltrações dos laterais não resultaram em nenhum momento de maior emoção.

No segundo tempo o time da casa partiu para o tudo ou nada. Era vencer ou vencer. Qualquer resultado diferente de uma vitória dava o título aos visitantes. A pressão começou aos dois minutos, com nova defesa de Glaucio. Nesse momento, apesar da insistência dos donos da casa, o Esporte Clube São João da Barra trabalha a bola e sai com perigo ao ataque. Aos cinco minutos os visitantes reclamam pênalti após cobrança de uma falta pela direita. Aos seis, Juninho avança pela esquerda e começa a enfernizar a defesa adversária.

Com a marcação adiantada o São João da Barra não dá muito espaço ao adversário. O jogo torna-se mais emocionante, mas o Barra Mansa começa a demonstrar nervosismo e erra muitos passes na intermediária. São João da Barra valoriza a posse de bola. Logo após os 10 minutos o Barra Mansa realiza uma série de ataques, com boas defesas de Glaucio. A cada minuto o Esporte Clube São João da Barra está mais próximo do título. O jogo é lá e cá. Após quatro minutos de acréscimo o juiz encerra a partida, com grande festa dos visitantes.

Barra Mansa 0 X 0 Esporte Clube São João da Barra

Barra Mansa: Magno; Pedro Bala, Márcio Costa, Léo Motta e Juninho BM; Júnior, Betinho (Rafael), Bruno e Fernando; Glauber e Dudu. Técnico: Moreno

São João da Barra:
Gláucio; Ruan, Nirley, Sassá (Jeferson) e Anderson (Felipe Daniel); Kaíque, Leandro Sena, Joel e Rondinelli; Juninho e Pablo (Rodrigo). Técnico: Jorge Sedna.

Arbitro: Graziani Maciel Rocha.
Auxiliares: Luiz Claudio Regazoni e Rafael Coutinho Carneiro.
Cartões Amarelos: Nirley, Sassá, Kaíque, Joelzinho (Esporte Clube São João da Barra); Juninho BM, Bruno Barra, Fernando e Glauber (Barra Mansa).



SECOM/SJB - Vito Diniz