Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

O caos no transporte coletivo em SFI

Caro Alan. Tomei a liberdade de publicar o seu comentário, por considerar últil para o debate em torno de tema tão complexo. Aproveito a oportunidade e convido os ouvintes da Rádio São Francisco FM para participar pelo telefone do debate sobre transporte coletivo em SFI. São nossos convidados, para este sábado dia 20-10-07, o empresário Gilson Menezes proprietário da Rogil empresa de ônibus e do Coronel Amilton, presidente da Emtransf (Empresa Municipal de Trânsito). Convido também um representante das vans. Acredito que só através do diálogo franco e transparente poderemos buscar solução para o problema do transporte. Assim, acredito sincieramente que nossa Rádio São Francisco FM, com este debate, está dando sua contribuição. O debate começa às 8 horas deste sábado. Mas, vamos a opinião acolhida por este Blog do Alan.
O caos no transporte coletivo em SFI é um dos maiores exemplos do completo descompromisso do poder público (executivo e legislativo) com a qualidade de vida da população. Santa Clara, Sossego e Gargaú simplesmente não são atendidos por ônibus circulares. Existem somente vans. A grande maioria delas é sucateada, suja, dirigidas por pessoas sem educação e sem a devida habilitação. Há exceções, mas são muito poucas.
Somos atendidos por uma clandestinidade oficializada pela inércia da administração pública. Ditam os preços, ditam as rotas, ditam os horários de acordo com o interesse particular deles. A prefeitura não se manifesta.
A câmara não reage efetivamente. O município é pobre, mas os preços das "passagens" das vans são os mais caros da região. Não tenho nada contra o transporte alternativo. Mas é necessário que haja realmente alternativas, escolhas, e isso não há. Existe a exploração de um monopólio sobre uma população carente de representantes reais.
O transporte coletivo é peça fundamental em qualquer cidade civilizada. Somente administradores que sabem o valor de um serviço público de qualidade têm força de vontade e competência o suficiente para implementar uma política de transportes que atenda às reais necessidades da população e de quem nos visita. Não teremos desenvolvimento enquanto não se atentarem para a necessidade de prover o município com os serviços públicos básicos para promover a qualidade de vida da população.
O serviço público é o patrimônio de quem não tem patrimônio. A melhor maneira de se promover a inclusão social é permitindo que todos possam ter acesso a serviços públicos de qualidade, o que inclui, além do transporte público, os serviços de saúde, educação, etc. Acredito que esse deve ser um debate permanente. Identificar os problemas e buscar as soluções para uma melhoria real no transporte público é o começo para que possamos caminhar na direção do desenvolvimento tão falado, mas tão pouco trabalhado em SFI. Parabéns ao blog a Rádio por colocar em pauta tema tão importante. Um abraço, Alan Jones.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Emtransfi vai intensificar operação de repressão ao transporte clandestino de vans em SFI.

O diretor presidente da EMTRANSFI - Empresa Municipal de Transito de São Francisco de Itabapoana-RJ, CEL. José Amilton Barreto da Silva, disse ontem que a partir de segunda-feira, 22-10, a Emtransf vai intensificar as operações de repressão ao transporte clandestino nas linhas concedidas à Viação São Francisco (Rogil) em São Francisco de Itabapoana. “A operação, vai contar com apoio da Policia Militar mas, em contrapartida vamos exigir que a empresa São Francisco (Rogil) cumpra o que reza no contrato de concessão das seis linhas a ela destinada para atuar em São Francisco de Itabapoana”, enfatizou Coronel Amilton. Dezenas de ouvintes tem ligado para a Rádio São Francisco FM e para a Emtransfi reclamando da retirada dos ônibus, pela empresa Rogil, da rota que vai para as localidades, cujas estradas não estão asfaltadas. Segundo o proprietário da empresa, Gilson Menezes a empresa está tendo prejuízo com as lotadas. “Não dá para trabalhar com esta concorrência desleal”, disse Gilsom. No próximo sábado, dia 20 de outubro, o empresário Gilson Menezes aceitou convite da Rádio São Francisco FM para participar do programa Tribuna Livre de 8 às 10 horas quando na oportunidade vai debater com autoridades da área a questão do transporte coletivo em nosso município. “Vou informar o motivo pelo qual os ônibus da Rogil não estão circulando na rota estabelecida pela concessão dada pela Prefeitura Municipal” concluiu Gilson Menezes. Já o presidente da Emtransf Coronel Amilton também foi convidado para o debate no Tribuna Livre. Entretanto, ficou de confirmar sua presença.

Utilidade pública na Rádio São Francisco FM descobre pessoas que eram parentes e não sabiam.

Uma comunicação de utilidade pública feita pela Rádio São Francisco FM, na cidade de São Francisco de Itabapoana-RJ, de perda de documentos acabou promovendo, por coincidência, o reencontro de duas pessoas que nunca se conheceram e são parentes. A historia começou quando Marlene Henrique Caetano que é conhecida por “Helena”, moradora na Rua do Dil em SFI, achou a carteiro com todos os documentos de Pedro Carlos Caetano, morador de Ponto de Cacimbas. No encontro, na Rádio São Francisco FM, Pedro Caetano ficou sabendo que a Helena Caetano é sua prima. Ela ganhou uma gratificação de R$100,00 e um primo que nunca conheceu. Depois de comemorarem, posaram para a foto na Rádio São Francisco FM. O pai de Helena Caetano, seu Otacílio Caetano, já falecido, era primo legitimo do Sr. Pedro Caetano. O fato foi bastante festejado. O que seria uma simples entrega de documentos transformou-se num reencontro de pessoas parentes que nunca se conheceram.


Rosane e Paulo Noel cumprimentam os primos, Helena Caetano e Pedro Caetano que não sabiam que eram parentes. Foi um coincidência o encontro na Rádio São Francisco FM, depois que Helena encontrou e entregou os documentos do Pedro. Ela recebeu uma gratificação de R$100,00 e ainda ficou sabendo do parentesco.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Secretária de Educação diz que monitoras do Peti são de responsabilidade da Secretaria de Promoção Social

A secretária municipal de Educação do Município, Adriana Coelho disse ontem em entrevista a Rádio São Francisco FM que a sua secretaria não tem nenhuma responsabilidade sobre o atraso do pagamento dos salários das monitoras do Peti - Programa de Erradicação do Trabalho Infantil. “A responsabilidade é secretaria municipal do trabalho e promoção social que tem como titular Silvana Sales” disse a Secretaria. A participação da Secretaria de Educação Adriana Coelho, na Rádio São Francisco FM foi após seu nome ter sido citado, por engano, na matéria que lhe atribuía uma frase que na verdade foi dita pela Secretária de promoção Silvana Sales, durante uma reunião com as monitoras. “A frase humilhou as monitoras, numa reunião da Promoção Social sobre o atraso dos salários que já vai para cinco meses” disse uma monitora, que preferiu manter seu nome no anonimato temendo represálias. Segundo a monitora a secretária disse que enquanto elas não passarem no concurso público vão continuar “pagando pinico” como monitoras. Ontem, tentamos por varias vezes falar com a Secretaria Silvana Sales, mas não conseguimos êxito. Na secretaria de promoção, a informação era de que tanto Silvana Sales como a responsável pela coordenação do Peti chegariam mais tarde. Mas de qualquer forma, hoje tentaremos novo contato.

Prefeitura continua sem pagar 13º dos contratados

O funcionários contratados da Prefeitura de SFI não recebem 13º salário e, seus contratos, são encerrados no final de ano para serem ou não renovados a partir de 2008. A denuncia é do Sindicado dos Servidores Públicos Municipais de SFI, através do Secretário Geral , Cirábio Ramos. Para Cirábio uma situação lamentável, mas que o Sindicado não pode tomar nenhuma providência oficialmente já que os contratados não são filiados à categoria. "O que no máximo o Sindicato dos Servidores pode fazer é reprovar os critérios do Governo municipal para com os funcionários contratados" disse Cirábio.

Lavrador esfaqueado em festa do laço em Alegria dos Anjos

Mais um homicídio ocorrido no município de São Francisco de Itabapoana, o assassino utilizou uma faca para matar Huebson Barreto da Penha, 28 anos, solteiro, que residia na Estrada Principal de Pingo D”água.
Segundo a Policia, o lavrador foi ferido com um golpe de canivete no pescoço e chegou a ser socorrido para o Hospital Manoel Carolla, na localidade de Ponto de Cacimba, em SFI, mas devido à gravidade da perfuração, Huebson foi transferido para o HFM, em Campos, onde morreu. O crime aconteceu em uma festa do laço, numa estrada vicinal que liga as localidades de Alegria dos Anjos a Pingo D’Água, onde a vítima morava.
De acordo com a polícia, o autor do crime é um homem conhecido de Huebson e o motivo seria um desentendimento antigo entre os dois. Segundo uma amiga de Huebson, as famílias da vítima e do suspeito são conhecidas. “Huebson era um menino trabalhador. Atuava como lavrador numa fazenda e nunca imaginávamos que uma coisa dessas poderia acontecer. Ele era o mais velho de cinco irmãos e o único homem. Estamos todos arrasados”, contou enquanto aguardava a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML/Campos). Policiais da 147ª Delegacia Policial (DP/São Francisco de Itabapoana) investigam o crime. Eles tentaram localizar o suspeito do crime, ontem, mas ele fugiu sem deixar pistas.