Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Futebol: SFI X SJB

Os times de futebol sub 17 e adultos de São Francisco de Itabapoana entrarão em campo neste sábado (18), no Estádio Simão Mansur, em Guaxindiba. Ambos os times enfrentarão os times de São João da Barra. A partida do sub-17 está prevista para às 13h e a dos adultos para 15h. (Ascom)

Município recebe dois caminhões com doação do governo federal

Ascom SFI
A Defesa Civil de São Francisco de Itabapoana recebeu nesta sexta-feira (17), dois caminhões com doações da Defesa Civil Federal com previsão de chegada de mais um para a próxima quarta-feira (22). Contando os três caminhões o município receberá 30 cestas básicas, 200 filtros, 300 colchonetes, 300 fronhas, 300 travesseiros, 300 lençóis, 300 cobertores e toalhas.
De acordo com o comandante da Defesa Civil de SFI, Welligton Jordão, assim que soube que o governo federal havia enviado doação para o governo estadual fazer a distribuição ele entrou em contato com um de seus agentes que estava fazendo curso na defesa civil estadual para conseguir doações para o município.
As doações foram encaminhadas à secretaria de Promoção Social do município para distribuição. A secretária de Promoção Social, Francimara Barbosa Lemos, informou que a secretaria faz um levantamento das famílias que necessitam de doações. “Todo atendimento que realizamos gera depois uma visita das assistentes sociais às comunidades para identificarmos e cadastrarmos as famílias carentes e só aquelas que realmente necessitam vão ser beneficiadas”, explicou Francimara

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Operação da polícia prende suspeitos de roubo de cargas na BR-101

A ação da polícia começou na RJ- 224 que liga Travessão a São Francisco de Itabapoana

Numa operação conjunta de policiais rodoviários estaduais, policiais civis da 134ª Delagacia Legal (DL-Centro) de Campos e da 147ª Delegacia de Polícia (DP) de São Francisco de Itabapoana e policiais militares e agentes do Serviço Reservado (P2) do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) resultou na prisão de dez pessoas suspeitas de fazerem de uma quadrilha que vinha realizando roubos de cargas na Rodovia BR-101. Os elementos foram presos nos municípios de São Francisco de Itabapoana e Campos por formação de quadrilha armada. Tudo começou pela RJ-224, Estrada de acesso a São Francisco de Itabapoana. Segundo o jornal O Diário edição de 16-04, “policiais do posto 15 do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) abordaram Luiz Felipe Souza de Almeida, 25, e Regiomar Mota da Silva, 33, o Lourinho, que estavam no Fiat Uno de cor vinho, placa LAC-6132 (Rio de Janeiro/ RJ) e planejariam roubar uma carga avaliada em R$ 300 mil da Siderúrgica D. Dalla, no Parque Novo Mundo em Campos. Com eles, foi apreendido um revólver calibre 38 com munições.

Acionados, policiais civis e militares iniciaram a busca por outros integrantes, prendendo Ademar da Silva Leon, 23, Geovane Pereira Viana, 42, que trabalhava na D. Dalla, Alexandre Pereira Viana, 31, Rogério Almeida Viana, 33, Marcos Diones dos Santos Moreira, 30 e André Luiz Vieira Rosa, 34, que cumpria condicional e era o motorista do grupo. Adeildo Soares Tavares, 27, chefe da quadrilha, foi surpreendido em casa, no Distrito de Travessão. O último detido foi no bairro Penha.

Quadrilha estaria agindo na região há cerca de seis anos

Segundo o delegado titular da 147ª DP-SFI, Ivailson Moreira, que coordenou a operação, a quadrilha vinha agindo há quase seis anos na BR 101, com a conexão SFI-Travessão-Região dos Lagos. De acordo com a Polícia, integrantes da quadrilha realizavam também assaltos à residências e praticavam homicídios.

Reativado Conselho Municipal de Segurança Pública de SFI

Chegamos ao limite, alguma coisa tem que ser feita em busca da paz e tranquilidade dos moradores. Comunidade está assustada com a audácia dos assaltantes.


O comandante do 8º BPM, Coronel Paulo César Vieira; a presidente do Conselho, Ednéa; o presidente da Câmara Florentino Cerqueira; o Ten. Coronel Sabino; a presidente da CDL, Rosimary Lemos e os vereadores Kdemar e Fabinho do estaleiro.

Vereadora Adriana Coelho; presidente da CDL, Rosemary Lemos e a líder comunitária Nevinha entrega uma rosa a presidente Ednéa.

O sociedade civil organizada prestigiou o evento. O comandante da Guarda Municipal, Ten. Gomes e demais autoridades.

A reunião ontem, 15-04, na Câmara Municipal de São Francisco de Itabapoana teve a finalidade de resolver a situação do Conselho Comunitário de Segurança Pública, mas também, transformando-se em um debate sobre o tema. A reunião foi presidida pelo Coronel Paulo César Vieira, comandante do 8º BPM que fez uma explanação da segurança na Região e falou na importância da comunidade contar com os conselhos comunitários. E, num consenso geral, com aprovação da Assembléia, Ednéa Correia Mansur Tardely, foi eleita interinamente a presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública de SFI até o mês de junho, quando será realizada uma eleição para escolha do novo presidente. No mais a reunião serviu para desabafos da sociedade civil e autoridades presentes com relação ao aumento da violência. A pergunta que causou grande impacto foi do jornalista Aurenio Nascimento, não como assessor de imprensa da prefeitura de SFI com fez questão de frisar. Aurenio quis saber o motivo da PM levar mais de 10 anos para acabar com uma “boca de fumo” em Gargaú, quando todos sabiam da existência do trafico naquela praia. “A situação se repete em varias outras localidades o que se conclui falta de ação do policiamento”,disse. O presidente do Legislativo Florentino Cerqueira, o Tininho, colocou a Câmara a disposição do Conselho de Segurança. “O Legislativo está disposto a contribuir”, disse. Aliás, foi um consenso geral: tanto os vereadores, quanto os representantes de associações e pessoas da comunidade foram unânimes em um ponto: chegamos ao limite, e, alguma coisa tem que ser feita. O vereador Kdemar de Barra do Itabapoana reclamou da demora do governo em renovar a frota de viaturas da PM. “Devemos cobrar do Governador Sergio Cabral”, disse. A vereadora Adriana Coelho indignada com o assalto à residência do comerciante Robinho do Açougue do Arialdo também comentou. “Não vamos negar nenhum esforço em colaborar. Estou assustada com os últimos acontecimentos. Precisamos voltar à paz de antigamente em nosso município. Convido a todos os cidadãos saofranciscanos que se unam ao Conselho Comunitário de Segurança. Precisamos mudar o rumo desta história”, completou Adriana Coelho. O vereador Fabinho do Estaleiro disse que estamos no limite e citou, inclusive, a situação crítica nas praias de Sossego, Sonhos, Guaxindiba e Santa Clara. O Coronel Sabino do comando de policiamento de área disse que faltam políticas públicas. Temos um país que de acordo com a ONU a desigualdade social é idêntica a países da África. “Segurança não é só colocar policiais nas ruas. Colocar três mil homens nas ruas não vai resolver. Todos temos as nossas responsabilidades e somos atores principais desta peça”, disse Sabino fazendo uma alusão a Segurança Pública.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Seminário de Petróleo e Bionergia da Bacia de Campos: espaço para apresentação de potencialidades dos municípios produtores à ANP


O município de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, vai sediar nesta quinta-feira (16), o Seminário de Petróleo e Bioenergia da Bacia de Campos, uma parceria entre a prefeitura e a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O evento, que será realizado no Centro de Convenções da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), vai contar com a participação da prefeita Rosinha Garotinho, que também é presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), e do diretor-geral da ANP, Haroldo Lima.
Entre os temas que serão discutidos, estão o potencial da Bacia de Campos; participações governamentais sobre a produção de Petróleo e Gás Natural; Questões Ambientais; Complexo Portuário Farol/Barra do Furado; Desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Biocombustíveis e Fiscalização do Mercado de Combustíveis. O credenciamento começa às 9h30. A partir das 10h30, será realizada a abertura, com o reitor da Uenf, Amy Júnior Cordeiro de Carvalho; a prefeita de Campos, e o diretor-geral da ANP.
Segundo o presidente do Centro de Informações e Dados de Campos (Cidac), Ranulfo Vidigal, um dos objetivos do evento é olhar o cenário do Brasil hoje e nos próximos 10 anos, quando o país estará ente os dez maiores produtores de petróleo do mundo.
― Também teremos neste seminário, a chance única de mostrar ao empresariado nacional do setor de energia o enorme potencial de nossa região, em especial, Campos com seus principais eixos de desenvolvimento para a próxima década, que são o Complexo Portuário Farol-Barra do Furado, a estrutura portuária, o aeroporto do Farol de São Tomé e a oferta de serviços offshore, com a futura indústria naval ― ressalta.
Ranulfo afirma que Campos quer participar deste desenvolvimento dotando a cidade de maior infra-estrutura física e social. “Teremos uma cidade com mais acesso à saneamento, transporte de qualidade e na parte social, uma política de inclusão da população carente, reduzindo as desigualdades sociais”, declara.
Programação
Na primeira parte do evento, no painel Upstream, serão abordados temas, como o Potencial da Bacia de Campos, às 11h10, com a diretora da ANP, Magda Chambriard. “Vamos mostrar, fundamentalmente, o que espera das próximas rodadas de licitação da ANP e o potencial do pré-sal”, destaca Ranulfo.
Ele afirma que no tema Participações Governamentais sobre a Produção de Petróleo e Gás Natural, com o superintendente de Controle das Participações Governamentais do órgão, José Gutman, o palestrante estará associando as participações governamentais ao futuro da produção e ao comportamento do mercado internacional de petróleo. “A demanda de petróleo no mundo é de 85 milhões de barris. Enquanto a taxa cresce 1%, ao dia, no mundo, cresce duas vezes e meio a mais no Brasil e isso é muito positivo”.
Para Ranulfo, o tema da terceira palestra, Questões Ambientais na Bacia de Campos, com a coordenadora de Meio Ambiente da ANP, Lúcia Gaudêncio, é de grande importância porque ele acredita estar nesta questão uma das saídas para a crise financeira internacional. “As questões ambientais e a qualidade de vida estão muito presentes no mercado de energia”, afirma.
Às 13h, o prefeito de Quissamã, Armando Carneiro fala sobre o Complexo Portuário Farol/Barra do Furado. “Neste empreendimento, só o setor público está investindo R$ 120 milhões, entre recursos dos municípios, Estado e União. No setor privado, estão sendo estimados investimentos de R$ 2,5 milhões”, ressalta o presidente do Cidac.
Depois da parada para o almoço, começa o painel Downstream, às 14h30, com a palestra Desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Biocombustíveis, com o assessor da diretoria da ANP, Waldyr Gallo, onde a questão envolve também a produção de etanol; Em seguida, o tema será Fiscalização do Mercado de Biocombustíveis, com o superintendente de Fiscalização do Abastecimento da ANP, Jefferson Paranhos. “Este tema é de grande interesse para a população, em geral, porque a ANP fiscaliza os postos de gasolina”, conclui.

Segurança pública será tema de palestra hoje na Câmara Municipal

Está confirmado: será às 15 horas, de hoje, 15-04, no plenário da Câmara Municipal a reunião coordenada pelo Conselho Municipal de Segurança Pública de Campos com a presença de autoridades policiais, de associações e ONGs do município. A reunião é aberta a comunidade. O objetivo e discutir a segurança em nosso município e também a reativação do Conselho de Segurança de São Francisco de Itabapoana.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Roberto Henriques afasta subsecretário Adjunto até apuração dos fatos

O secretário de Governo, Roberto Henriques, anunciou o afastamento até que se concluam os trabalhos da Polícia Federal .
Da Redação
Foto: Antônio Leudo

O secretário de Governo, Roberto Henriques, declarou nesta segunda-feira (13) que a prefeita Rosinha Garotinho "não apenas deseja, mas quer que todas as denúncias sejam apuradas", referentes à denúncia de compra de votos investigada pela Polícia Federal. O secretário de Governo destacou que a prefeita participou das eleições "fazendo uma campanha diária contra a venda de votos por parte dos eleitores".

Henriques anunciou ainda que o subsecretário Adjunto de Governo, Thiago Calil, está sendo afastado até que sejam concluídas as investigações da Polícia Federal sobre a suspeita de sua participação em compra de votos. (Mais aqui no site da prefeitura de Campos)

Blog do Garotinho defende prefeita Rosinha no caso da compra de votos em Campos


13/04/2009 19:10
Em busca da verdade
A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho passou toda a campanha eleitoral discursando contra a compra de votos. Todos sabem que essa é uma prática que foi introduzida na cidade de Campos, pelo grupo de Arnaldo Vianna e Alexandre Mocaiber. Um dos acusados de ser beneficiário da compra de votos, Marcus Alexandre foi preso, em outubro do ano passado e em sua casa encontraram centenas de títulos de eleitores. Ele integrava a coligação que apoiou Arnaldo Vianna e não Rosinha. Tentam envolver o nome da prefeita, eleita por ampla maioria de votos, numa disputa eleitoral acirrada, em um fato isolado que aconteceu no distrito de Vila Nova, que não possui nem 1% do eleitorado do município e onde o resultado da eleição foi o seguinte: Rosinha Garotinho – 772 votos e Arnaldo Vianna – 616 votos. É bom lembrar que a vitória de Rosinha, no 2º turno foi por uma diferença de mais de 22.000 votos.

Operação cinquentinha revela compra de votos em Campos-RJ

Policiais da Delegacia de Polícia Federal em Campos dos Goytacazes/RJ deflagraram nesta segunda-feira, 13, a Operação “Cinquentinha”, cujas investigações comprovaram a existência de compra de votos nas Eleições Municipais de 2008, no distrito de Vila Nova, ao norte da cidade. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão, além de três mandados de prisão temporária em desfavor dos campistas T.M.C., 29 anos, J.G.C., 66 anos e A.G.S.N., 30 anos.

As investigações apontaram que, durante as eleições, T.M.C. liderou uma organização criminosa em que várias pessoas se associaram para a compra de votos. Diversos eleitores que estariam envolvidos no esquema já prestaram depoimento na PF. Em regra, cada voto era vendido por R$ 50.

Os três presos devem ser levados para o Presídio Carlos Tinoco, em Campos (RJ), onde permanecerão à disposição da Justiça Eleitoral. Todos deverão responder pelos crimes de formação de quadrilha (art. 288 do Código Penal) e de compra de votos (art. 299 do Código Eleitoral), cujas penas previstas chegam, respectivamente, a três e quatro anos de reclusão, além de multa.

www.dpf.gov.br/dc

Família de comerciante refém de bandidos por meia hora em assalto agora à noite na cidade de São Francisco

O assalto durou cerca de meia hora, enquanto os familiares foram presos no banheiro da casa com as mãos amarradas com cadarços dos tênis da própria família.


A Polícia Militar em frente a residência do comerciante logo após o assalto.

Os bandidos entraram pelos fundos no quintal e reviraram todos os cômodos da casa.

Quartos e sala com as gavetas dos móveis espalhadas pelo chão.

A impressora eles deixaram na poltrona. No quarto de Jéssica eles levaram a mochila e deixaram para trás o material escolar.

Um crime que assusta cada vez mais as famílias sanfranciscanas pela audácia dos bandidos. Hoje, 13-04, por volta das 19 horas, seis elementos, todos armados e encapuzados invadiram a residência do comerciante Robson Pinto Martins, 42, conhecido por Robinho do Açougue, localizada próximo ao trevo de saída para as praias de Santa Clara e Guaxindiba e fizeram quatro pessoas da família reféns. Segundo Robinho, ele estava chegando do açougue com a mulher Rosemere Paes de Freitas Mata,32. A irmã de Rosemere chegava também no mesmo momento e estacionara o carro na garagem dos fundos da casa. “Quando acabamos de entrar em casa, surgiram os elementos armados anunciando o assalto pegando todos nós de surpresa”, disse. Além de Robinho e a mulher Rosimere, a filha do casal Jéssica de apenas nove anos e a tia Gerusa, todos foram levados para o banheiro da casa e trancafiados amarrados. “Eles amarraram nossas mãos com os cadarços dos tênis da família e perguntavam a todo o momento pelo cofre”, diz Robinho. O assalto demorou cerca de meia hora, tempo suficiente para os bandidos revirarem todos os cômodos da casa. Seguro Rosemere, eles levaram jóias (dez brinco e dois cordões, todos de ouro), as alianças do casal, dois mil e duzentos reais, maquina digital, seis celulares, e, na saída levaram também o carro da família ,um veículo marca Parati, que foi recuperado duas horas após o assalto pela Policia Militar num acesso a localidade de Fazendinha. Antes de sair eles avisaram que abandonariam o veículo, pois o negócio deles era dinheiro. Os vizinhos em frente não perceberam nada. Depois de cerca de uma hora trancados, o comerciante conseguiu abrir a porta do banheiro e observando o silêncio na casa saiu para a rua gritando por socorro. “Sai chamando os vizinhos e comunicamos imediatamente a Policia Militar”, completou. Por sua vez a PM fez um cerco na cidade, comunicou a Polícia Rodoviária Estadual e aos DPOs de Gargaú e Barra do Itabapoana. Apenas o carro foi encontrado, enquanto os elementos conseguiram fugir. O comerciante Robinho compareceu a 147 DP em São Francisco de Itabapoana para registro da ocorrência.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Corpo de comerciante de Praça João Pessoa liberado para velório e sepultamento

A família do comerciante Cláudio Macedo Porto, 53, que apareceu morto hoje, em Praça João Pessoa, teve autorização dos policiais DPO de Praça João Pessoa para liberar o corpo para sepultamento. A informação foi passada, agora, pelo filho de Cláudio Macedo, o Eduardo Porto. O corpo acabou de chegar à Igreja de Santo Antonio no centro de Praça João Pessoa para o velório. O sepultamento foi marcado para as 16 horas no cemitério de São Francisco de Itabapoana. Segundo ainda Eduardo, com base nas palavras de um médico que esteve na residência e pelo fato da casa não apresentar sinais de arrombamento, a PM decidiu logo liberar o corpo para sepultamento. Assim, com a decisão o corpo sequer seguiu para o IML em Campos para necropsia.

Comerciante de Praça João Pessoa encontrado morto em casa

Residência não tem sinais de arrombamento. Causa da morte ainda depende de perícia e necropsia

Foto do álbum da família.
O comerciante do ramo de confecções Cláudio Macedo Porto, 53, (foto) foi encontrado morto hoje, 13-04, por volta das 7 horas em sua residência, localizada na Rua Joaquim Gomes Crespo, distrito de Praça João Pessoa, São Francisco de Itabapoana. Cláudio Macedo era conhecido pelo apelido de Toquinho e ultimamente morava sozinho. Segundo informações de familiares, foi a ex-esposa dele, Maria Aparecida Amorim Cordeiro, 47, que mandou o filho Eduardo chamar o pai. “Quando o Eduardo chegou, a casa estava fechada e ninguém respondia”, disse o genro de Toquinho, Anderson. Foi quando alguém teve a idéia de olhar pelo telhado. “Um rapaz do lugar subiu no telhado e viu o Toquinho com parte do corpo na cama e as pernas no chão”, completou. Segundo ainda Anderson que entrou na casa, o pé de Cláudio Macedo apresentava dois cortes e o sangue ainda escorria. “Não sabemos, ainda, o que aconteceu. Mas, ultimamente Cláudio Macedo estava entregue à bebida”, disse. Uma guarnição da Polícia Militar do DPO de Praça João Pessoa está no local aguardando a chegada da perícia e do rabecão. Toquinho era comerciante proprietário da loja Bazar Gomes Porto, localizada ao lado da agência do Bradesco em Praça João Pessoa. Do casamento com Maria Aparecida nasceram seus quatro filhos: Mariana, Eduardo, Nando e Ana Lúcia. Ele também tinha uma neta.

Insegurança pública

Recebemos e-mail de Margarete Ramos comentando sobre segurança.
Já se tornou tão comum as mazelas humanas do século XXI que cada vez mais nossa capacidade de pressentir os riscos tem diminuído a ponto de não sabermos mais o que é ameaça ou não. Esse é o que deveria ser nosso primeiro instinto para evitarmos impactos maiores em nosso dia-a-dia.

Pois bem, essa matéria tem o objetivo de alertar as pessoas sobre o perigo que corremos em aceitarmos com normalidade aquilo que seria para nós o sinal de risco. É o que anda acontecendo em São Francisco em relação à segurança pública. Há bastante tempo temos notícias de arrombamentos de casas, roubos constantes de motos e outras coisas mais. No entanto, por falta de estrutura e profissionalismo, tudo acaba sem solução. Se perguntar aos moradores a frase que se ouve é " não adianta reclamar ou fazer ocorrência, pois nada será feito e nunca será resolvido". Ouvi isso neste sábado de ALELUIA ao ter minha residência em Valão Seco (São Francisco) saqueada. Ao ir à delegacia encontrei um agente administrativo que registrou a ocorrência, que não foi assinada por um delegado ou policial por estes não se encontrarem lá. Questionado sobre os procedimentos de perícia , o agente indicou, com sacarmo, que se quiséssemos deveríamos ir à Campos requerer uma perícia técnica que provavelmente demoraria dias para aparecer. Decorridos alguns segundos me lembrei do tempo que meu pai morreu em um acidente e tivemos que esperar quase um dia inteiro para a chegada da polícia e perícia para que seu corpo fosse removido e pudéssemos fazer seu enterro digno.

Verdade seja dita tenho muita vontade de voltar para minha terra definitivamente, morar e até cuidar dela assim como de sua população tão sofrida e abandonada em suas mazelas sociais. Dito como município de pior espectativa de vida, de menor índice de escolaridade e tantos outros mais e menos nos rankings, me entristeço em pensar que talvez essa minha vontade seja dissipada diante de tantas coisas ruins sobre o meu município querido. O pior é que a cada dia que passa tomamos a nossa falta de segurança como uma coisa comum, e por outro lado, os bandidos (que para mim tem gente de perto agendando e organizando os roubos) passam a achar fácil e comum roubarem nossas casas e nossos pertences a ponto de daqui a pouco as gangs dos centros urbanos virem em massa para nos assaltar. Afinal, quem poderá mudar essa situação? Nós, população Sanfranciscana ou vamos esperar mais uma vez pelos órgãos "competentes"? Pensem bem, e vamos à reunião de segurança pública na quarta dia 15/04.
Ass. Margarete Ramos
Sds. Ecológicas!! Margarete da Silva Ramos Analista de Sistemas Professora FSMA-Macaé
tel.: (22) 27598697

domingo, 12 de abril de 2009

Domingo de páscoa no caminho das águas


Para fechar o domingo de páscoa, o Blog do Paulo Noel brinda os internautas com estas imagens feitas, hoje, no caminho das águas num passeio pelo canal de Gargaú, o “mangue da moça bonita” e o delta do Rio Paraíba do Sul.




Páscoa: Rotary e Casa da Amizade distribuem brinquedos e chocolates para crianças em Quatro Bocas

Rotary e Casa da Amizade comemoraram a páscoa com as crianças de Quatro Bocas

Edneia Mansur (presidente da Casa da Amizade) ; Silvino Santos (presidente do R.C. SFI); Leda Santos (ex-presidente da Casa da Amizade); Demilton Sales (ex-presidente) e Amarilsa Sales, também ex-presidente e atual secretária.

Edneia Correia Mansur Tardelly com as voluntárias da Casa da Amizade.

Quatro Bocas é uma pequena localidade de São Francisco de Itabapoana localizada após a Fazenda Santana e próxima as localidades como Areia Dourada e Praça João Pessoa. Foi esta comunidade a escolhida, mais uma vez, para uma campanha feita pelo Rotary Club São Francisco de Itabapoana e a Casa da Amizade em prol das crianças carentes no dia 4 de abril, num sábado. Segundo o presidente do R. C. São Francisco, Silvino Santos Ribeiro, a professora Ana Laura, diretora da Escola Municipal Hervé Linhares Machado, abriu o colégio para a realização da campanha. “Além de trezentos brinquedos, as crianças ganharam, também, chocolates, varias guloseimas, quinhentos lanches e refrigerantes. As mães também foram contempladas com cestas básicas e enxovais para recém nascidos”, disse Silvino. Um show de Lindroso do Recife animou o encontro com as famílias de Quatro Bocas. O evento teve apoio das secretarias de educação e promoção social. Segundo Silvino Santos, os brinquedos e os doces foram ofertados pela empresa Odapel Distribuidora de Peças em parceria com o Rotary a pedido do comerciante do ramo de peças o rotariano e ex-presidente Demilton Sales. O evento contou também com apoio da AMPRASC, Restaurante da Vovó Eugênia e do vereador Fabinho do Estaleiro.

RJ-224 trecho SFI a Barra, também, em estado de calamidade

Cartão de visita para quem chega a Travessão de Barra pela RJ-224


Bandeiras improvisadas com saco de ração indicam mais um trecho perigoso da RJ-224

Neste trecho, da RJ-224, o barro onde antes era asfalto.
Não só a RJ-196 que liga São Francisco a Santa Clara está em estado precário; o trecho da RJ-224 São Francisco a Barra do Itabapoana está em estado de calamidade pública. Neste domingo percorremos diversas estradas do nosso município, incluindo a litorânea construída no governo Garotinho, onde as armadilhas para os motoristas começam em Barrinha, Buena até Barra e outras estradas como a que passa por Amontado, Canto do Junco, Praça da Fé até Travessão de Barra. A extensão desta estrada de chão batido, por exemplo, está com buracos em quase todo o seu percurso. O cartão de visita para que chega a Travessão de Barra, pela RJ-224, é uma sinalização com duas bandeiras improvisadas com saco de ração indicando mais um trecho ruim da rodovia como mostra as imagens. Com relação a RJ-196, no trecho próximo a “volta da figueira” os moradores aguardam que alguma providência seja tomada para acabar com o “piscinão” com as águas represadas das chuvas.

Entenda o que aconteceu em Barra Velha Gargaú -SFI - em reportagem de “O Diário”

A edição de hoje, domingo, 12 de abril de 2009, de O Diário, em matéria da jornalista Anna Luiza Paixão com fotos de Carlos Emir conta, em detalhes, o que aconteceu no bairro de Barra Velha, em Gargaú, São Francisco de Itabapoana quando um homem foi morto ao reagir à ação da PM.



Na casa de Ruy Noronha: câmeras, fogos de artifício, munições, armas, pasta de cocaína, maconha, celulares, dinheiro e anotações
Ruy Noronha Neto, de 49 anos, morreu no final da tarde da Sexta-feira da Paixão, dia 10, ao reagir a uma ação de policiais militares, que checavam informações sobre um ponto de venda de drogas, na comunidade de Barra Velha, na praia de Gargaú, em São Francisco de Itabapoana. O local era a casa de Ruy, que possuía um sistema de câmeras — operado por um adolescente de 16 anos, segundo a polícia. No imóvel foram apreendidos: pasta de cocaína; maconha prensada; dois revólveres; 23 munições calibre 38; celulares; câmeras de segurança; aparelho de TV; fogos de artifício, dinheiro; anotações do tráfico e rádios de comunicação. O local foi considerado pela polícia como uma fortaleza: muro alto, dois cães da raça pitbull e sistema por câmeras, que filmava a movimentação na rua.

Para verificar as denúncias, policiais do Serviço Reservado (P2) se passaram por turistas com apoio de militares do GAT da 3ª Cia e do DPO de Santa Clara e de Gargaú, que cercaram os acessos à Rua M, daquela comunidade.
A pé, os dois militares do se aproximaram da casa de Ruy e flagraram um homem no portão da casa. “Vimos quando a pessoa, que estava do lado de fora, entregou um objeto e pegou outro. Quando nos viu correu”, conta um PM.
De acordo com os policiais militares, em seguida, Ruy saiu pelo portão com arma em punho e ordenando que “vazassem”. Os PMs disseram ainda, que o suspeito recebeu advertência para colocar o revólver no chão e se entregar, mas ele teria mirado a arma na direção de um policial, que atirou antes. Ruy foi socorrido ainda com vida, pelos próprios policiais, para o Hospital Manoel Carola, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele foi apreendido um revólver Taurus 38, numeração raspada e com seis munições e outras seis que estavam no coldre, em sua cintura.

Buscas no quintal e em quiosque



Cão da raça Labrador farejou quintal, mas nada foi encontrado
Na casa de Ruy Noronha Neto, a PM apreendeu: um revólver Rossi, calibre 38, de cinco tiros e apreendeu outras seis munições; 318 gramas de pasta de cocaína pura e 445 gramas de maconha prensada, que estavam em cima de uma mesa; balança digital, centenas de plástico para sacolés; dois rádios de comunicação; R$ 262, em espécie; anotações do tráfico; três câmeras do circuito de segurança, além de uma de uso doméstico; seis celulares, fogos de artifício e rolos de fita adesiva.

Buscas — Cães do Canil de Poço Gordo farejaram o quintal da casa de Ruy, mas nada foi encontrado. Durante a operação, outra denúncia: de que no quiosque de propriedade de Ruy, na Lagoa de Gargaú, havia droga guardada. Policiais estiveram no local e a informação não foi confirmada.

Adolescente — O jovem que estava na casa, segundo a polícia, trabalhava como olheiro, controlando as imagens. Ele foi encaminhado à Promotoria da Infância e Juventude. O corpo de Ruy foi liberado ontem de manhã do Serviço Médico Legal (antigo IML), em Campos. O caso foi registrado na 145ªDP/São João da Barra, onde os policiais relataram o caso.