Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

sábado, 8 de outubro de 2016

Campanha Outubro Rosa alerta sobre o câncer de mama em São Francisco de Itabapoana Evento do Rotary SFI homenageia jovem mãe que luta contra a doença





Pelo segundo ano consecutivo o Rotary Club de São Francisco de Itabapoana realiza evento intitulado “Outubro Rosa” com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a doença e a importância do acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento.



Na quarta-feira, no dia 5, em evento realizado no auditório professora Valquíria, no Colégio Estadual São Francisco de Paula, presidido pelo rotariano Mário Antônio de Oliveira, além de uma palestra proferida pela ginecologista Sandra Maria Teixeira dos Santos sobre a doença, o Rotary São Francisco aproveitou a data para homenagear um grupo de jovens voluntárias, mentoras da campanha “#Somos Todos Sasa” em prol de Sabrina Souza de Freitas (Sasa) que vem lutando dignamente contra a doença.



Segundo a rotariana Jéssica Oliveira, a campanha “Somos todos Sasa” foi idealizada pelas colegas de trabalho de Sabrina, Renata Barreto da Silva e Paula Moura Bragança e surgiu objetivando arrecadar fundos para financiar um plano de saúde para Sabrina, 



A campanha deu certo e acabou contagiando e sensibilizado outras colegas de trabalho como, Elis Carla Fernandes Mota; Fernanda Carla Barreto Melo Pinto

; Ana Paula Carvalho da Silva; Luciana Pinto Lima; Gerusa Cerqueira Lemos; Juliana Coutinho; família Siane Drink's e ainda funcionários do Setor de Fiscalização da prefeitura de SFI e do empresário Valdomiro da Silva Araújo



A receber as homenagens com entrega de certificado pelo presidente do Rotary, Sabrina disse que mesmo o câncer sendo uma doença muito ruim, nesta fase da vida acabou conhecendo e fazendo amizade com muitas pessoas que, sensibilizas aderiram à campanha “somos todos sasa”.



Em sua página no Facebook Sasa deixou uma mensagem que fez muita gente chorar:



Eu me amo muito, mas, cá pra nós, uma demonstração de carinho do próximo por nós é gostoso demais, não é?



Nessa noite me senti amada, lisonjeada, querida, abraçada. Ouvi palavras de incentivo e carinho. Ver a emoção dos meus amigos junto comigo, ver cada carinha, cada olhinho emocionado assim como eu. Nossa, como essa noite fez bem para mim.



Agradeço ao Rotary Club São Francisco Itabapoana pelo enorme carinho, por cada detalhe, cada palavra, por levar meus amados amigos até mim, por cada homenagem. 


Aos amigos que foram participar comigo agradeço de coração também.  Muito, muito, muito obrigada mesmo. Não tenho palavras para descrever como é bom me sentir tão querida e amada”. 



Palestrante chama atenção para a importância do diagnóstico precoce



A médica ginecologista Sandra Maria Teixeira dos Santos, apresentadora do programa “Momento saúde” da Rádio São Francisco FM, durante palestra proferida no evento “Outubro Rosa” antes das homenagens e destacou que o câncer de mama, é o tumor maligno mais comum em mulheres.



“O câncer de mama é relativamente raro antes dos 35 anos, mas acima dessa idade sua incidência cresce rápida e progressivamente com estatísticas que indicam a morte de muitas brasileiras”, diz.



Para a ginecologista é importante lembrar que nem todo tumor na mama é maligno e que ele pode ocorrer também em homens, mas em número muito menor. A maioria dos nódulos (ou caroços) detectados na mama é benigna, mas isso só pode ser confirmado por meio de exames médicos.



“Quando diagnosticado e tratado ainda em fase inicial, isto é, quando o nódulo é menor que 1 centímetro, as chances de cura do câncer de mama chegam a até 95%”, enfatiza a médica.



Mas tumores desse tamanho são pequenos demais para serem detectados por palpação, mas são visíveis na mamografia. Por isso é fundamental que toda mulher faça uma mamografia por ano a partir dos 40 anos.



Ela destacou ainda, outro detalhe importante que as mulheres devem estar atentas que é o histórico familiar.



“Histórico familiar, é um importante fator de risco não modificável para o câncer de mama. Mulheres com parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) que tiveram a doença antes dos 50 anos podem ser mais vulneráveis”, diz.



Sintomas

O sintoma mais comum de câncer de mama é o aparecimento de um caroço. Nódulos que são indolores, duros e irregulares têm mais chances de ser malignos, mas há tumores que são macios e arredondados.



Portanto, é importante ir ao médico. Outros sinais de câncer de mama incluem:

Inchaço em parte do seio; irritação da pele ou aparecimento de irregularidades, como covinhas ou franzidos, ou que fazem a pele se assemelhar à casca de uma laranja; dor no mamilo ou inversão do mamilo; vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama; saída de secreção (que não leite) pelo mamilo e caroço nas axilas.



O que faz o Rotary

A rotariana Amarilsa Sales, antes do início da palestra e das homenagens,  fez uma explanação para os presentes sobre os trabalhos de Rotary, uma organização internacional em centenas de países, cujos integrantes trabalho pela paz mundial. 



Segundo Amarilsa explicou, Rotary Club, é um Clube de Profissionais, que congrega líderes das comunidades em que vivem ou atuam, fomentando um elevado padrão    de ética ajudando a estabelecer a paz e a   boa   vontade no mundo, e que prestam serviços   voluntários não remunerados   em favor da   sociedade   como um todo ou beneficiando em casos específicos, pessoas necessitadas ou entidades que   atuam também   em favor de desamparados.



Fundado por Paul Harris, em Chicago USA, em 23/02/1905, tem hoje representação em 207 países, estando o Rotary dividido em   532   Distritos, nos quais se aglutinam a apreciável marca de    33.054 Clubes, congregando 1.228.910 sócios. 



No Brasil temos 52.148 Rotarianos, 2.305 Clubes, 38 Distritos, 626 Rotaract Clubs, 689 Interact Clubs e 9.447 Rotarianas.






















quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Greve dos bancários perto do fim


Sindicato promove assembleia nesta quinta em Campos e recomenda fim da paralisação

POSTADO EM 06/10/2016 12:40:00 POR: VNOTÍCIA

Veja aqui: http://vnoticia.com.br/noticia/834-greve-dos-bancarios-perto-do-fim






 

São Francisco de Itabapoana ganha clínica referência em tratamento de lesões dérmicas


Informe publicitário
_____________________________________________________________________________________


Oferecer atendimento integral e humanizado a pacientes portadores de lesões dérmicas (feridas) provocadas por doenças como diabetes e hipertensão arterial - que quando não tratadas da forma ideal podem ocasionar uma série de complicações -, e através da cura proporcionar qualidade de vida a estas pessoas e promover sua ressocialização. Esta é a missão da MaterClinic, a primeira clínica referência em lesões dérmicas no município de São Francisco de Itabapoana, inaugurada na última quarta-feira (5).


A clínica conta com uma equipe multidisciplinar, que vai desde o clínico geral ao dermatologista, passando pela equipe de enfermagem e acompanhamento psicológico, e está estruturada para realizar desde o diagnóstico ao tratamento das feridas de graus mais avançados. Os assistidos terão acesso ao serviço de enfermagem 24 horas e ainda ao atendimento domiciliar (homecare), quando houver necessidade, além de assistência jurídica e um amplo trabalho de orientação e conscientização.


“Mais que tratar a ferida que dói na pele, queremos tratar a ferida que existe na alma destas pessoas, que por muitas vezes acabam se isolando, evitando se relacionar e até mesmo sair de casa, por vergonha de suas lesões. Nosso objetivo é curar as feridas e promover a ressocialização destas pessoas. Ver nossos pacientes voltar a sorrir e compartilhar conosco sua felicidade é que o nos dá prazer”, disse a enfermeira em saúde pública Thaise Manhães, sócia-proprietária da MaterClinic.


Quando não tratadas ou nas ocasiões em que o paciente busca acompanhamento médico quando a lesão já está num estágio muito avançado, pode haver a necessidade de amputação dos membros. Por isso, Thaise destacou a importância do acompanhamento médico e do tratamento das feridas o quanto antes, assim que elas aparecem, a fim de evitar sequelas ou perdas de membros


“O índice de pacientes diabéticos que não fazem o tratamento é muito alto, talvez por falta de conscientização. Por isso, a doença agrava, aparecem as lesões e ainda assim muitos continuam sem buscar acompanhamento. Quanto antes o tratamento for iniciado, maiores são as chances de reverter o quadro do paciente e recuperar por completo a lesão, oferecendo saúde e autoestima a estas pessoas”, explicou a especialista.


Estatísticas — Segundo o Sistema de Informação de Atenção Básica, mais de 17% da população do município de São Francisco de Itabapoana, são acometidos pela diabetes e pela hipertensão arterial. Ambas as doenças, quando não tratadas de forma correta, podem ocasionar uma série de agravantes ao paciente, dentre eles o aparecimento de feridas, tecnicamente chamadas de lesões dérmicas. Entre janeiro e julho deste ano, a secretaria de Saúde do município realizou 40.899 curativos de pacientes com os mais diversos tipos de ferimentos causados por estas doenças e dois pacientes foram encaminhados para amputação dos membros inferiores, devido ao avançado estado das lesões.

Bandidos armados assaltam residência em Morro Alegre




  • 01- Bandidos armados assaltam residência em Morro Alegre, SFI - Casal foi feito refém. Acesso o link http://fb.me/1B0lvoWuT



  • 02- Confira a votação dos três candidatos a prefeito de SFI por localidade. Acesse no link http://fb.me/5FZ7SJ9HX


  • 03- Morre no HFM jovem que foi esfaqueada e teve 85% do corpo queimado em Arueira, Zona Rural de SFI. Acesse o link  http://fb.me/4huSsWH8e