Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

São Francisco de Itabapoana ganha clínica referência em tratamento de lesões dérmicas


Informe publicitário
_____________________________________________________________________________________


Oferecer atendimento integral e humanizado a pacientes portadores de lesões dérmicas (feridas) provocadas por doenças como diabetes e hipertensão arterial - que quando não tratadas da forma ideal podem ocasionar uma série de complicações -, e através da cura proporcionar qualidade de vida a estas pessoas e promover sua ressocialização. Esta é a missão da MaterClinic, a primeira clínica referência em lesões dérmicas no município de São Francisco de Itabapoana, inaugurada na última quarta-feira (5).


A clínica conta com uma equipe multidisciplinar, que vai desde o clínico geral ao dermatologista, passando pela equipe de enfermagem e acompanhamento psicológico, e está estruturada para realizar desde o diagnóstico ao tratamento das feridas de graus mais avançados. Os assistidos terão acesso ao serviço de enfermagem 24 horas e ainda ao atendimento domiciliar (homecare), quando houver necessidade, além de assistência jurídica e um amplo trabalho de orientação e conscientização.


“Mais que tratar a ferida que dói na pele, queremos tratar a ferida que existe na alma destas pessoas, que por muitas vezes acabam se isolando, evitando se relacionar e até mesmo sair de casa, por vergonha de suas lesões. Nosso objetivo é curar as feridas e promover a ressocialização destas pessoas. Ver nossos pacientes voltar a sorrir e compartilhar conosco sua felicidade é que o nos dá prazer”, disse a enfermeira em saúde pública Thaise Manhães, sócia-proprietária da MaterClinic.


Quando não tratadas ou nas ocasiões em que o paciente busca acompanhamento médico quando a lesão já está num estágio muito avançado, pode haver a necessidade de amputação dos membros. Por isso, Thaise destacou a importância do acompanhamento médico e do tratamento das feridas o quanto antes, assim que elas aparecem, a fim de evitar sequelas ou perdas de membros


“O índice de pacientes diabéticos que não fazem o tratamento é muito alto, talvez por falta de conscientização. Por isso, a doença agrava, aparecem as lesões e ainda assim muitos continuam sem buscar acompanhamento. Quanto antes o tratamento for iniciado, maiores são as chances de reverter o quadro do paciente e recuperar por completo a lesão, oferecendo saúde e autoestima a estas pessoas”, explicou a especialista.


Estatísticas — Segundo o Sistema de Informação de Atenção Básica, mais de 17% da população do município de São Francisco de Itabapoana, são acometidos pela diabetes e pela hipertensão arterial. Ambas as doenças, quando não tratadas de forma correta, podem ocasionar uma série de agravantes ao paciente, dentre eles o aparecimento de feridas, tecnicamente chamadas de lesões dérmicas. Entre janeiro e julho deste ano, a secretaria de Saúde do município realizou 40.899 curativos de pacientes com os mais diversos tipos de ferimentos causados por estas doenças e dois pacientes foram encaminhados para amputação dos membros inferiores, devido ao avançado estado das lesões.

Um comentário:

Thaise Manhaes disse...

Obrigada pela presença de todos neste projeto elaborado e estruturado com tanto amor e carinho. A MaterClinic está a disposição da população para o melhor.
Att. Enf. Thaise Manhães