Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

terça-feira, 29 de julho de 2014

CEDAE realiza limpeza de tubulações e reservatório de água em Santa Clara

Sob alta pressão água retirou sujeira dos reservatórios e das tubulações.



Uma equipe da CEDAE, no comando do coordenador técnico de saneamento da CEDAE na Região, Adelson Menezes da Costa, trabalhou toda a manhã desta terça-feira, 29, na Praia de Santa Clara no local conhecido como Bairro da Caixa D’Água, na limpeza da rede de tubulações do reservatório e da cisterna. 

É deste local, onde está a torre com a caixa d’água, que, sob pressão, a água é distribuída para a cidade de São Francisco de Itabapoana e às Praias de Guaxindiba e Santa Clara.

Segundo Adelson, este trabalho será feito, a partir de agora, de três em três meses.


“O que fizemos em Santa Clara, foi uma limpeza não só da cisterna, como também do reservatório. Com equipamento de pressão, limpamos as tubulações que saem da central de captação de água na Muritiba até a limpeza nas pontas de rede”, diz.


O técnico em saneamento garante que com este procedimento haverá melhoria na qualidade de água fornecida à população.

"Ainda hoje começamos a distribuir a água para as residências já sem aquela coloração escura que chegou a preocupar os consumidores", disse.

O representante da CEDAE explicou ao Blog que na Região da Muritiba existem cinco poços artesianos, cada um com uma profundidade de 210 metros, água de boa qualidade e suficiente para abastecer toda a cidade e praias.

O técnico explica o porquê da água chegar com a coloração escura às torneiras. “A água captada na Muritiba é de boa qualidade, porém, em contato com o ar ela fica oxidada, com aquela cor escura. Por isso a gente utiliza um produto para deixá-la clara. Não pode haver falha humana, caso contrário prejudica a qualidade da água”, diz.

O blog indagou do técnico se existe algum projeto da CEDAE   para implantação de uma estação de tratamento captando água direto do Rio Paraíba. Ele disse que é possível, porém não próximo à Muritiba. Para construir uma estação de tratamento próximo ao Rio Paraíba, não pode ser na Muritiba, onde a água do Rio Paraíba já está tendo a influência de água salgada jogada pela maré, vindo do mar, na Foz do Pontal em Atafona, que deixa a água salobra. Existe um estudo de se fazer um projeto de uma estação de tratamento mais acima, próximo a Campo Novo de Cacimbas”, disse.

Nenhum comentário: