Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

sábado, 16 de maio de 2009

Agora só em fotos

Falésia de Lagoa Doce cai depois de anos sofrendo com a ação erosiva das ondas do mar

A principal falésia da Praia de Lagoa Doce, um dos cartões postais de São Francisco de Itabapoana mais vistos e que ilustra o cabeçalho do blog não existe mais, e ficará, agora, só em registros fotográficos. Não sabemos o dia exato em que a estrutura rochosa ruiu, possivelmente no decorrer da semana passada, mas o fato é que aquele lindo e imponente fóssil geológico é coisa do passado. O local se encontrava em permanente ação erosiva das ondas do mar e há cerca de 30 dias foi constatado que o desmoronamento era uma questão de tempo. As fotos dessa nova era da Praia de Lagoa Doce foram registradas pela professora Maenilse Gonçalves. Agora, vai um recado: Para preservamos as outras belas pequenas falésias ainda existentes é preciso que o homem se conscientize sobre o seu papel nas relações com o meio ambiente. A Praia de Lagoa Doce apesar de ser conhecida como uma praia virgem, já sofreu ao longo dos anos com inúmeras práticas inadequadas e irregulares, como apontou o professor Roberto Moraes em 2006. Na postagem “A bela Lagoa Doce”, Roberto menciona o texto "Questões ambientais iminentes e urgentes no norte-noroeste fluminense" do professor Aristides Soffiati. Que o fim da falésia de Lagoa Doce represente uma mudança na exploração do turismo no local. E que essa exploração seja mais sustentável, tanto por parte do poder público, quanto por quem recebe o turista, mas, sobretudo, pelo turista. Todos devemos cuidar daquele nobre pedacinho do nosso município.


Fotos: Maenilse Gonçalves

Fotos Antigas
Fotos: PMSFI
Foto: Flori Fernandes ------------------------------------------------ Foto: Kátia Viana

3 comentários:

Professora Hilda Helena disse...

Parabéns pela postagem!
È triste saber que desde 2006 esta questão ambiental foi levantada e tida como urgente pelo Professor SoFFiati...
Momento oportuno para pensarmos sobre a forma como tem sido feita a exploração do turismo na região e o que poderá ser feito para conscientizar a comunidade a cuidar das nobrezas de nossa região.
Mesmo sem sua permissão dei uma chamada para este post que me pegou de surpresa na madrugada....

carlinhos do rio disse...

Quem visitou Lagoa doce e teve oportunidade de ver de perto e tocar naquele, que era um monumento local algo de rara beleza com certeza esta muito entristecido com o ocorrido, e quem nao teve a oprtunidade de ver de perto agora só por foto mesmo, eu tive a oportunidade de ver tocar, fotografar e ainda aproveitar aquela boa sombrinha no escaladante verão , bom agoro só resta saudades. quem viu viu quem nao viu agora só nas fotos.

Edison Correa da Rocha disse...

Caro amigo Paulo Noel,é triste
constatarmos que São Francisco do Itabapoana não esta conseguindo
preservar suas belezas naturais.
É uma pena termos perdido a Falésia.Que isto sirva de alerta
para as autoridades ambientais,
tomarem cuidado com outras belezas
naturais.Um exemplo é a lagoa em Gargaú,perto dos quiosques,esta sendo tomada por tabua e ja foi
constatado que ela esta se assoreando e se não for tomado providencia,seu fim será igual a da falésia,sua beleza permanecera
apenas em foto.