Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Melhora estado de saúde de professora sanfranciscana com suspeita de isquemia cerebral

Educadora passou mal enquanto dava aula na Escola do Macuco

Michele está internada no
Hospital da Unimed, e é
acompanhada pelo marido

Carlos Eduardo (Facebook)
É estável o estado de saúde da professora sanfranciscana Michele Azevedo, 34 anos, internada no Hospital da Unimed, em Campos. A educadora passou mal na manhã desta segunda-feira, 12-08, na Escola Municipal Laudelina Moreira, no Bairro do Macuco, em São Francisco de Itabapoana.

Segundo o marido de Michele, Carlos Eduardo, o Dudu, Michele desmaiou em sala de aula e foi levada para o Hospital Municipal Manoel Carola e em seguida para o Hospital da Unimed. “Ela estava sentada, quando desmaiou e se apoiou na mesa. Quero agradecer às colegas dela e aos funcionários do resgate pelo apoio”, disse Bidú.

Ainda de acordo com ele, Michele está com sintomas de isquemia cerebral, mas os médicos não fecharam o diagnóstico. “Eles estão pedindo uma série de exames para investigar o que houve com minha esposa. Os médicos disseram que a tomografia está normal, assim como o exame de sangue, e vão continuar investigando”, comentou.

A professora está com o lado direito paralisado, dificuldade para falar e perda parcial da memória. “Estamos confiantes de que esse quadro não é definitivo, já que o neurologista esteve realizando exames clínicos e o lado direito paralisado começou a responder aos estímulos. Sem falar que o raciocínio dela está mais rápido e a memória começa a dar sinais de recuperação”, concluiu confiante Dudu.

A família aguarda o diagnóstico. A isquemia cerebral é a falta de irrigação sanguínea e consequentemente de oxigênio no cérebro, que se manifesta através de sintomas como sonolência, paralisias dos braços e pernas e/ou alterações da fala e da visão. Ela deve ser tratada imediatamente para evitar sequelas ou até mesmo a morte do indivíduo.

Nas redes sociais foram deixadas mensagens de solidariedade à professora. “Minha irmã está reagindo... Gloria ao meus Deus, te amo senhor, e a todos que estão nesta corrente de oração por ela, muito obrigada mesmo!”, postou Mônica Azevedo, irmã de Michele.

“Deus está no comando! Força pra vocês, sei que o momento é difícil. Mas não há vitória sem lutas! Precisar, pode contar comigo”, escreveu Aline Terra. “Estamos em oração, minha amiga vai sair dessa”, comentou Rodrigo Patrício. 

Nenhum comentário: