Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Polícia Militar prende Adrianinho em Guriri, litoral de SFI na Instituição do menor Pinókio


Ele é o principal suspeito de matar mãe e filha no Assentamento Zumbi dos Palmares.



Finalmente foi preso em São Francisco de Itabapoana o principal suspeito do duplo homicídio, em que mãe e filha foram assassinadas no Assentamento Zumbi dos Palmares. A prisão de Adriano Conceição de Lima, o Adrianinho, foi possível graças a uma ação conjunta dos Polícias Militares da 3º Cia de Polícia Militar de São Francisco de Itabapoana, DPOs de Praça João Pessoa, Barra do Itabapoana e Gargaú. 


Adrianinho foi detido na Instituição do Menor Pinokio, em Guriri,  litoral de São Francisco de Itabapoana. Adriano estava com um revólver calibre 32, com três munições deflagradas e duas intactas e uma faca, e se alimentava na cozinha da escola da instituição.

Ele invadiu a cozinha da escola do Pinókio, acendeu a luz e começou a se alimentar. Foi uma interna do Pinokio que percebeu a luz da cozinha acesa. A escola fica em outro prédio, ou seja ele não estava na cozinha principal do Pinókio, e sim na escola. O prédio da escola pertence ao Pinokio, mas o colégio é gerido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

A diretora do Pinokio, Lucia Maria de Brito, acionou a Polícia. Antes da chegada da PM o prédio foi cercado por funcionários e internos do Pinókio. Há suspeita de que ele estava entrando no Pinókio durante a noite, já que durante o dia se escondia no mato. Ele foi encontrado escondido dentro de um sofá. Estava deitado e encolhido, e, após preso, foi levado por volta da meia noite para a 147ª DP de São Francisco de Itabapoana, e em seguida para a 134ª Delegacia do Centro de Campos.

Ele é acusado de matar mãe e filha no assentamento Zumbi 4. Gilcilene Paes Pereira, de 44 anos, e sua filha, Isabelle Pereira Laurindo, de 10 anos, foram assassinadas em maio deste ano. 

Relembre o caso

Gilcilene Paes Pereira, 44 anos, foi espancada e esfaqueada até a morte no quintal de sua casa após sua filha ter sido sequestrada na noite do dia 15 de maio, no assentamento Zumbi dos Palmares 4.

Cinco dias após o crime, um trabalhador rural aposentado encontrou o corpo de Isabelle Paes Laurindo, de 10 anos, dentro de um bebedouro de animais. Segundo a polícia, Glicilene, que foi encontrada pelo seu marido, recebeu golpes no rosto e na cabeça e pode ter entrado em luta corporal com o criminoso para tentar salvar a filha. Revoltados com o duplo homicídio, a casa do suspeito foi incendiada pelos vizinhos das vítimas. 

Diante de tanta violência, o pai de Isabelle, Ubirajara Pereira, ficou internado em estado de choque. Suspeito Adriano Conceição de Lima morava a cerca de 500 metros do local do crime e foi visto pela última vez pegando ração na casa da vítima. Na residência, também foi encontrada uma sandália, esquecida pelo criminoso. 

O pai do suspeito foi levado para a 146ª Delegacia de Guarus e reconheceu o calçado do filho. A polícia esteve duas vezes na casa de Adrianinho, a primeira vez encontrou uma calça, uma camisa, um par de tênis e duas munições calibre 20. As peças de roupa estavam com vestígios de material que pode ser sangue humano.Na segunda vez, os policiais apreenderam um revólver calibre 32 com seis munições e uma garrucha.

Armas encontradas com Adrianinho.

Da redação do Blog com informações do Campos 24 horas.
Fotos do momento da prisão: Luciano Schulman
Foto das lençóis: Armando Castilho.
Demais fotos: Blog do Paulo Noel

Nenhum comentário: