Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Mãe acusa funcionária de creche de maus tratos contra filho de 3 anos


Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. Secretaria de Educação e Cultura vai abrir procedimento para apurar conduta de funcionária.

A Polícia Civil está investigando uma denúncia de maus tratos a um menino de 3 anos, aluno da Creche Municipal Jalyli Pinheiro Acruche, no Centro de São Francisco de Itabapoana. A mãe da criança, M.M.G. (22 anos), registrou um boletim de ocorrência na 147ª Delegacia de Polícia contra uma cozinheira da creche.  A Secretaria Municipal de Educação e Cultura vai abrir procedimento para apurar a conduta da funcionária.

M.M.G. disse a nossa reportagem que na sexta-feira, 24 de outubro, recebeu uma ligação anônima informando que seu filho estava sendo mal tratado na creche, sendo trancado em um sala de ventilação.

A partir daí a mãe procurou se informar, e, em conversa com uma professora da creche, buscou mais detalhes do ocorrido. Essa professora com quem a mãe buscou os detalhes terá o nome preservado, pois está arrolada como testemunha principal no inquérito aberto pela delegada Ivana Morgado para apurar o fato.

A testemunha contou que dava aula em uma sala ao lado, e viu um choro de uma criança. Indo verificar encontrou uma criança aos prantos, chorando muito, trancada em um cômodo. Essa criança não era o filho de M.M.G. e sim uma outra criança. A testemunha contou na Delegacia que viu quando a cozinheira retirou essa criança e colocou o filho de M.M.G. para passar pelo mesmo “castigo”.

A Polícia Civil vai apurar o “castigo em excesso” e investigar prática de maus tratos, já que o cômodo onde aconteciam os supostos “castigos” é uma pequena sala de circulação de ar, sem cobertura.

A reportagem do Blog conversou com a delegada Ivana Morgado, que disse que vai ouvir outras funcionárias da creche e a acusada. “O que posso dizer é que vamos investigar e apurar a denúncia”, disse a delegada.

Segundo a mãe, o menino tem apresentado comportamento estranho. “Ele chegava a casa com muita fome, estranhava qualquer pessoa que se aproximasse dele, tremendo muito de medo, além de chorar muito para ir para a creche. A avó da criança disse ao Blog e à Rádio São Francisco que procurou outros veículos de comunicação, e que não obteve atenção.

Secretaria de Educação



O Blog conseguiu contato com a Secretária de Educação e Cultura de São Francisco de Itabapoana, Kátia Regina dos Santos Martins. Segundo Kátia, está sendo aberto um procedimento interno para apurar a denúncia. Durante a apuração a funcionária será afastada de suas funções. “Enquanto apuramos a denúncia estamos colocando à disposição da família psicólogo e pediatra para acompanhar a criança”, disse Kátia.

Nenhum comentário: