Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Faturamento no campo teve aumento em 2014


Apesar dos números positivos, algumas culturas como a cana-de-açúcar e o feijão tiveram redução no valor da produção

O Valor Bruto da Produção (VBP) de 2014, que corresponde ao faturamento bruto do setor agropecuário brasileiro, fechou em R$463,9 bilhões, o que representa um aumento de 2,6% em relação ao obtido em 2013. Desse valor, R$ 291,0 bilhões referem-se às lavouras e R$ 172,9 bilhões, à pecuária. Para um país com grade vocação agropecuária e com riquezas invejáveis no campo, o índice de crescimento pode ser considerado baixo.

A explicação para o baixo crescimento pode estar na desvalorização de produtos estratégicos para o setor, como cana-de-açúcar, feijão, trigo, milho entre outros. A causa principal para a redução no faturamento dessas culturas está a redução dos preços no mercado.

Os dados de safras referentes ao ano de 2014 foram divulgados pela Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (AGE/Mapa).

Nas lavouras, os produtos que apresentaram melhor desempenho foram: mamona (191,9%); pimenta do reino (35,2%); algodão (30,0%); café (17,0%); batata inglesa (15,8%); maçã (12,2%); mandioca (8,0%); e banana (7,3%). Os resultados devem-se a uma combinação de preços e, em certos casos, ao aumento de produção.

Entre os produtos que tiveram redução no faturamento estão cebola (-31,3%), cacau (-17,7%), trigo (-14,7%), cana-de-açúcar (-12,4%), feijão (-12,1%), laranja (-6,3) e milho (-6,3%).

Na pecuária, todos os resultados foram positivos e apontaram crescimento de 10,8% do valor em 2014. Os melhores resultados ocorreram em carne bovina (12,9%), carne de frango (12,0%), ovos (10,4%) e leite (8,0%).

Segundo a AGE, para este ano, o prognóstico preliminar indica que o ano pode ser melhor que 2014. ( Segundo a AGE, o prognóstico indica que este ano pode ser melhor que 2014). O valor da produção previsto é de R$ 296,5 bilhões para as lavouras e R$ 180,0 bilhões para a pecuária, totalizando R$ 476,6 bilhões. Este valor pode representar 2,6% a mais que em 2014.

Regiões

Com relação ao valor da produção agropecuária nas regiões, o Sudeste ficou em primeiro lugar, com R$115,66 bilhões, seguido pelo Sul, com R$ 112,9 bilhões. Em terceiro está o Centro-Oeste, com R$ 111,96 bilhões, seguido pelo Nordeste, com R$ 43,0 bilhões e Norte, R$ 18,6 bilhões.


Do Blog do Paulo Noel com informações da Assessoria/Mapa

Nenhum comentário: