Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Após paralisação funcionários da coleta de lixo voltam ao trabalho nesta terça em SFI

Advogado de empresa diz que não haverá demissão.
Funcionários foram até a Rádio São Francisco FM

Após a realização de uma paralisação  no sábado, 08-08, reivindicando direitos trabalhistas,  como pagamento de horas extras, quinze funcionários da PERFORMA Ambiental, empresa encarregada da coleta do lixo em São Francisco de Itabapoana, foram orientados pela gerência operacional da empresa, nesta segunda-feira, 10-08, a retornarem na terça-feira, 11.

Temerosos de que poderiam ser demitidos após a paralisação no sábado, os funcionários procuraram a Rádio São Francisco  para relatar o que está acontecendo.

Em entrevista, um porta voz do grupo dos funcionários disse que eles estão sem receber horas extras trabalhadas durante a temporada de verão e nos feriados. Relatou, ainda, que o recolhimento do Fundo de Garantia de Tempo de Serviços (FGTS), na conta dos trabalhadores, não consta no extrato bancário na Caixa Econômica Federal com a indicação dos depósitos. O grupo reclamou, também, com relação a falta de EPI – equipamentos de proteção individual adequado. No entanto, admitiram que recebem o salário em dia.

O advogado da empresa Felipe de Souza disse que na questão trabalhista os funcionários estariam sujeitos a demissão por justa causa por terem promovido a paralisação, “um ato de insubordinação” que está previsto na CLT como motivo de rescisão de contrato por justa causa.

— A empresa optou por não deixar eles trabalharem nesta segunda-feira, 10, para avaliar e verificar qual a medida que seria tomada pela paralisação no sábado. Só que, em virtude de pedidos que recebeu tanto do prefeito como do vice, diretores da empresa acabaram de tomar uma decisão mais amena de entendimento de não demissão dos empregados — disse, concluindo que nenhum trabalhador vai ficar sem receber o FGTS e as horas extras.

O gerente operacional Padilha lembrou que chegou a orientar os trabalhadores a não abandonarem o emprego no sábado, com o argumento de que ele seria o interlocutor de suas reivindicações junto a empresa.

— Para que o serviço de coleta de lixo não parasse, fui obrigado a convocar trabalhadores de outra empresa em Campos dos Goytacazes para substituir os funcionários — disse.  

O vice-prefeito Amaro Barros, o Amarinho de Buena, disse que a prefeitura de SFI está em dia com os pagamentos à empresa coletora de lixo.  

Um comentário:

Juliana Nyxon disse...

Os funcionário que realizam a Coleta de Lixo são fundamentais, temos que dar a devida importância para eles, respeitando todas as leis.