Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Governador dá posse aos secretários estaduais


Pezão quer estreitar integração com os municípios


O governador Luiz Fernando Pezão empossou, na manhã desta segunda-feira (5/1), o secretariado estadual. Na solenidade, realizada no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, foram empossados os seguintes secretários: coronel César Rubens de Carvalho (Administração Penitenciária), Christino Áureo (Agricultura e Pecuária), André Correa (Ambiente), Teresa Cosentino (Assistência Social e Direitos Humanos), Leonardo Espíndola (Casa Civil), Gustavo Tutuca (Ciência e Tecnologia), Eva Doris Rosental (Cultura), coronel Sérgio Simões (Defesa Civil), Julio Bueno (Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços), José Luiz Anchite (Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca), Antonio Neto (Educação), José Luiz Nanci (Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida), Marco Antônio Cabral (Esporte, Lazer e Juventude), Sérgio Ruy Barbosa (Fazenda), Bernardo Rossi (Habitação), José Iran Peixoto Jr (Obras), Claudia Uchôa (Planejamento), Filipe Pereira (Prevenção à Dependência Química), Carlos Roberto Osório (Transportes), Felipe Peixoto (Saúde), José Mariano Beltrame (Segurança) e Nilo Sérgio (Turismo).

Os futuros secretários de Governo, Paulo Melo, de Trabalho e Renda, Arolde de Oliveira, e de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos, tomarão posse em outra data. A procuradora Lucia Léa continua a frente da Procuradoria Geral do Estado. Já Hudson Braga é o novo coordenador executivo de Infraestrutura e Integração Governamental, e Vicente Loureiro, diretor executivo da Câmara Metropolitana.

Em discurso durante a solenidade, o governador Luiz Fernando Pezão destacou que os secretários devem trabalhar em conjunto, ajudando a população e obedecendo ao limite orçamentário das pastas.

– Quero que todos os secretários estejam de olhos abertos, vendo as necessidades dos 16 milhões de fluminenses. Quero ver todos muito unidos. Não tem vaidade nesse governo. Além disso, vamos gastar só o que arrecadamos. Não vou aumentar a carga tributária nem criar impostos novos. Governo deve ter o mesmo olhar que temos em nossas casas. Não podemos gastar mais do que temos. Não temos cheque especial - disse o governador.

Ainda de acordo com ele, as obras e projetos iniciados deverão ter prioridade.

- Há uma série de obras e projetos importantes que já estão em andamento e não quero que a gente inicie nada novo antes de entregar o que já está sendo feito – ressaltou.

O governador também enfatizou a importância de estreitar parcerias com os municípios e que o secretariado deve estar sempre disponível para ouvir as reivindicações de parlamentares, prefeitos e sociedade.

– Quero olho no olho. Os secretários devem receber as pessoas, prefeitos e parlamentares, ouvir as reivindicações. É isso que faz a diferença para o nosso estado crescer – afirmou Pezão.


Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Nenhum comentário: