Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Conte até dez: alunos de SFI realizam ações em prol da paz


Conte até dez. A raiva passa. A vida fica. Destacando essa atitude, diversos alunos de 14 unidades escolares do município de São Francisco de Itabapoana realizaram várias apresentações de teatro, coreografia, rap, vídeos, entre outras atrações, nesta quarta-feira (05), em frente à Prefeitura, em prol da paz.

As ações fazem parte do projeto “Conte até 10: Valente mesmo é quem não Briga”, organizado pelo Conselho Nacional do Ministério Público como ação vinculada à ENASP – Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública em parceria com Conselho Nacional da Justiça e Ministério da Justiça, aderido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura do Município de São Francisco de Itabapoana em abril deste ano.

A secretária de Educação e Cultura, Kátia Martins, explica que o município é o único da região norte fluminense em que funciona o projeto. “É preciso a cada dia haver uma unidade de pensamento de paz, ou seja, todos nós devemos produzir, estimular e promover a paz na escola e em todos ambientes da sociedade. Vale destacar que a principal meta do Prefeito Pedrinho Cherene é construir dia a dia um governo e uma cultura de paz, já que tudo começa a partir da educação formadora de agentes de transformação social”, destacou.

O projeto conte até 10 surgiu devido a necessidade de combate a violência que vem crescendo nos últimos anos e tem por objetivo criar uma cultura de paz, tolerância e reflexão na comunidade escolar, sensibilizando sobre os impactos negativos da violência, de modo que esta cultura se consolide nas escolas e se estenda, através da comunidade escolar para toda a sociedade.

Um dos momentos mais marcantes que chamou a atenção do público do evento foi quando o aluno Emerson Freitas, 17 anos, da Escola Municipal Aníbal de Abreu Viana, situada na localidade de Buena, emocionou-se durante a apresentação que ele fez, dando um depoimento sobre a contribuição do projeto em sua vida.

“O projeto me ajudou a assumir a homossexualidade e viver uma vida com menos conflitos, já que antes eu sofria muito com o preconceito por ser homossexual. Agradeço a toda a equipe da escola que me ajudou a superar os momentos de raiva que poderiam gerar violência”, contou.

O público-alvo para implantação do projeto foi estudantes do segundo-segmento ( 7º, 8º e 9º anos) das seguintes escolas municipais: Décio Machado – Barra do Itabapoana, Manoel Gomes S. Lemos – Morro Alegre, Aventina Maria Ferreira – Floresta, João Paes Viana – Aroeira, E.M de Gargaú – Gargaú, Dirceu Dias da Silva – Guaxindiba, João Batista de Almeida – Sossego, Aníbal de Abreu Viana – Buena, Miguel Nunes Barbosa – Estreito, Manoel A. de Carvalho – Praça Imaculada, Domingos Santos – Ponto de Cacimbas, Abelino José de Souza – Batelão, Manoelina de S. Rodrigues – Travessão de Barra, Estelita de Araújo Crespo – Praça João Pessoa, Ilda Muylaert de Machado – Brejo Grande.

O Conte até 10 foi dividido em quatro fases.  A primeira fase foi a aplicação dos temas de combate à violência em forma de palestras nas Unidades Escolares. A segunda fase foi a formação e treinamento dos mediadores de conflito nas escolas. A terceira e quarta fases com a avaliação de todo o desempenho do projeto.

Estiveram presentes no evento o vice-prefeito, Amaro Barros,  a secretária de Educação e Cultura, Kátia Martins, a subsecretária Rosaura Amaral, a equipe multidisciplinar da SMEC, entre outros convidados.

As melhores apresentações receberam troféus para 1º, 2º e 3ª lugar de acordo com a pontuação dos jurados do evento.

O projeto “Conte até 10: Valente mesmo é quem não Briga” continuará sendo realizado em São Francisco de Itabapoana no próximo ano.






Matéria enviada pela Ascom-SFI

Nenhum comentário: