Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

sábado, 12 de setembro de 2015

Pescador de Barra do Itabapoana segue desaparecido


Segundo mestre do barco, João Viana Filho teria tido um surto em alto mar


O pescador João Viana Filho, 40 anos, morador em Barra do Itabapoana, segue desaparecido. Nesta sexta-feira, 11-09, o mestre do barco, em que estava o pescador, deu depoimento na 147ª Delegacia Legal de São Francisco de Itabapoana.

O Blog conversou com o proprietário do barco, o empresário José Augusto. Segundo ele, o mestre do barco, identificado apenas como Isac, disse que na quarta-feira, 09-09, João Viana Filho teve um surto em alto mar, e queria se jogar na água. A pescaria em mar aberto estava em seu terceiro dia e tinha previsão de mais sete dias. Para evitar o pior, os tripulantes resolveram amarrá-lo e voltar para Barra do Itabapoana. No percurso, segundo José Augusto, João pediu para urinar. Ele foi desamarrado e nesse momento pulou ao mar. O mestre conseguiu convencê-lo a voltar para o barco.

Ainda segundo depoimento do mestre do barco, ao chegarem em Barra do Itabapoana a embarcação não conseguiu entrar no Rio Itabapoana, devido ao assoreamento do Rio.

“O barco encalhou em um barranco de areia já bem próximo a praia do lado do Espírito Santo. Do barco até à areia da praia era uma distância de cinco metros. Eles resolveram passar a noite no barco para esperar a maré subir. Até umas 4 horas da madrugada de quinta-feira João ainda estava amarrado no barco. Os tripulantes estavam muito cansados e todos dormiram. Quando acordaram o pescador havia desaparecido. O mestre do barco acredita que ele tenha conseguido se desamarrar, descido do barco e tentado atravessar a foz para o lado de Barra do Itabapoana. Suspeitamos que ao tentar a travessia, como a vazante do rio é forte com a maré baixa, a correnteza tenha o levado para o mar”, contou ao Blog o dono do barco.

Familiares, as filhas e a ex-esposa de João estiveram na Rádio São Francisco na manhã deste sábado, 12/09, pedindo ajuda para localizar o pescador. “Estamos indignados, pois achamos muito estranha essa história. Esperamos que a Polícia investigue tudo para apurar com detalhes o que aconteceu no barco antes do desaparecimento dele”, disse a ex-mulher de João.

Os familiares fazem um apelo aos moradores das praias de São Francisco e do Sul do Espírito Santo para ajudarem a localizar o pescador.

Nesta sexta-feira o empresário José Augusto disponibilizou um barco para apoio ao Corpo de Bombeiros e à Marinha que realizaram buscas. As buscas foram retomadas neste sábado, 12-09.

Nenhum comentário: