Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Pezão diz que obra da ponte é unanimidade: “Tirar do papel esta obra é um orgulho imenso para quem atua na vida pública”



Não houve atraso. Pontualmente às 15 horas desta sexta-feira, 7, chegava ao trevo do complexo portuário do Açu, em Caetá, distrito de São João da Barra, o governador Luiz Fernando Pezão, acompanhado de autoridades, para a solenidade de início das obras da Ponte da Integração. “Ando pelo Estado inteiro, onde existem demandas em todas as Regiões. Mas, esta ponte era unanimidade: todos os políticos da Região desejavam que as obras acontecessem. O governo era cobrado permanentemente pelos prefeitos e deputados.  Fizemos a licitação e cancelaram e, até hoje, ninguém entendeu esta briga”, disse.  Pezão fez questão de ressaltar o seu orgulho e satisfação de estar tirando do papel esta importante obra e, olhando, apontando para a Rodovia afirmou: “Já chegaram vigas, a obra já começou”.


Antes da chegada do govenador com sua comitiva o Blog conversou com o engenheiro Paulo Antônio da PREMAG, firma vencedora da licitação das obras da ponte.  Ele explicou que as vigas que chegaram para o início das obras, são vigas em concreto que trabalham apoiadas nas travessas que receberão a carga do tabuleiro da ponte.

O diretor da PREMAG, Stélio Cardoso de Souza deu mais detalhes: “São peças pré-fabricadas. Aqui no local são feitas as fundações da ponte para conexão dos pilares e travessas. A obra está começando hoje, com data prevista de entrega para o dia 6 de junho de 2015”.

Ao ser indagado sobre a importância da obra, Stélio ressaltou que é da Região e que, a primeira coisa maravilhosa que sentiu ao chegar ao local foi encontrar pessoas que não via há muito tempo.

“Por esta Estrada (BR-356) aqui passei muitas vezes quando era ainda garoto, jovem indo de Campos para Atafona de trem, que chegava às 6 horas da tarde na Estação em Atafona, onde todos aguardavam a chegada do trem”, disse.

Para Stélio trabalhar nesta Região vai ser prazeroso. “Conheço a área em que vou trabalhar. E estou a vontade. Vou trabalhar com muita responsabilidade, arregaçando as mangas. A única empresa no Brasil que fecha o contrato, e, no dia seguinte já tem as peças no local é a PREMAG. São as vigas, longarinas principais da ponte que vão suportar um tráfego de 45 toneladas”, concluiu. 

O primeiro a discursar foi o presidente da Fundação DER-RJ, Henrique Alberto. “Minha fala aqui é rápida. É só para registrar o início desta obra tão esperada por anos e anos e, agora, finalmente, por iniciativa do governador Sérgio Cabral e agora Pezão, colocar pra frente este projeto tão esperado. É uma obra que cabe ao DER-RJ a execução, gerenciamento e fiscalização. A empresa contratada é a PREMAG, uma empresa do ramo, especialista em obras de arte, uma obra de 1.344 metros de comprimento com 16m20cm de largura, portanto um “senhor” empreendimento”, disse sobre a obra, que terá custo na ordem de R$105 milhões de reais. “É um desafio para nós do DER. O prazo previsto de entrega é de um ano e prometemos cumprir”, concluiu.

O deputado João Peixoto disse que participava da inauguração da obra com muita alegria. “E tudo começou com o governador Sergio Cabral. Estou muito à vontade aqui hoje ao seu lado (se referindo ao governador Pezão), começando esta obra que não é mais promessa e sim realidade”, enfatizou.

O deputado Roberto Henrique, ao começar sua fala pediu aos presentes   que compartilhassem com ele uma justa homenagem a todos os  antepassados que sonharam com esta importante obra. “O Governador Sergio Cabral resgata uma dívida com esta Região, que remonta há cerca de 80 anos. Esta obra é um marco histórico e o governador Pezão tem o privilégio de começar. E mais, tem um compromisso de asfaltar as Estradas que ligam os acessos da ponte, da Usina São João até Gargaú e os demais acessos no lado de São Francisco de Itabapoana, inclusive o trecho que seguirá para a RJ-196”, diz.

Para o prefeito Pedrinho Cherene a obra é de fundamental importância para o desenvolvimento da Região. “É um privilégio, hoje, como prefeito de SFI, participar do início desta obra, um sonho antigo”, disse. Em seguida agradeceu ao governador Pezão o apoio ao município sanfranciscano, através  do projeto “Somando Força”.

O prefeito José Amaro de Souza Neco ressaltou que a tão sonhada ponte, graças a Deus hoje é uma realidade. São João da Barra, através do complexo portuário do Açu, abriu uma porta para o mundo com a navegação. E, mais uma vez, São João da Barra deixa de ser final de linha.  As pessoas agora podem passar por São João da Barra com destino a outras cidades. Não somos mais final de linha”, repetiu.

O Padre Marcos Paulo Pinalli, da Paróquia de São João da Barra, foi o último a falar por solicitação do prefeito Neco. Disse que os dois municípios tem a mesma raiz, a mesma história familiar e de união.

“Ponte é o contrário de muro. A ponte une, e o progresso vai caminhar”, ressaltou. Lembrou da história da queda do muro de Berlim, onde familiares puderam dar as mãos novamente. Amigos se reencontraram. “O mesmo vai acontecer aqui: não que um muro vai cair, mais uma ponte vai acontecer”, disse.

“Vamos recorrer a São Francisco de Paula e a Nossa Senhora da Penha, com todo respeito aos políticos, para que esta obra não se transforme em promessas que surgem em época eleitoral.  Não queremos ouvir desculpas depois”, disse. Ao finalizar convidou a todos que orassem, agradecendo a Deus pela obra, pedindo que todos rezassem a Oração do Pai Nosso.  

Imagens de um dia que representa um marco para a história dos municípios de São João da Barra, Campos dos Goytacazes e São Francisco de Itabapoana: o início das obras da Ponte da Integração.  





 







Nenhum comentário: