Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Polícia de Campos age rápido com eficiência e prende suspeitos de envolvimento no latrocínio que vitimou jovem Elieni


Nota 10 para ação da Polícia Militar do 8º BPM de Campos dos Goytacazes.
Fotos:Marcelo Esqueff

Um adolescente foi apreendido e dois jovens detidos após uma operação relâmpago das polícias Civil e Militar durante a tarde e início da noite desta quinta-feira (13/11), no conjunto residencial da Portelinha, no bairro Matadouro, em Campos. Os três são os principais suspeitos de envolvimento no latrocínio que vitimou a jovem Elieni da Silva Carvalho, 23 anos. O crime aconteceu por volta das 13h30 desta quinta num ponto de ônibus em frente a um shopping, no Parque Rodoviário.

O primeiro a ser localizado foi o adolescente identificado pelas iniciais I.R.B., 16 anos, apontado pela polícia como o proprietário da moto Honda Sport, de cor vermelha, veículo este que segundo os agentes teria sido usado para praticar o crime. O menor teria emprestado a motocicleta para os dois jovens.

Ele foi apreendido após denúncias anônimas chegadas a Polícia Militar informando as letras e numeração da placa da motocicleta. Através da identificação, a PM chegou ao dono da moto, que seria morador do bairro Jockey Club, mas ele informou que teria vendido o veículo para um adolescente que mora na Portelinha.

Em incursão ao local, os militares realizaram um cerco que envolveu cerca de 40 agentes e oito viaturas. O adolescente foi interceptado no apartamento 303, do Bloco 2. Após buscas pelo imóvel e no entorno do mesmo, os PMs encontraram, no chão do lado de fora embaixo da janela, uma sacola plástica contendo roupas íntimas, um batom, uma agenda, documentos pessoais e um chip de aparelho celular, materiais estes, que segundo a polícia, seriam da vítima.

No local também foram apreendidos uma pistola calibre 9mm, com 15 munições de mesmo calibre e um revólver calibre 38, com cinco munições e uma cápsula, esta última apontada pela polícia como sendo a usada no crime.

Mais tarde, em uma operação relâmpago, os supostos autores do latrocínio também foram presos no conjunto habitacional. “Eles foram presos porque logo após o crime retornaram para dentro da Portelinha. A ação foi um sucesso, pois utilizamos todo um trabalho de inteligência e com o apoio da Polícia Militar, obtivemos êxito em prender esses indivíduos”, esclareceu o delegado titular da 134ª Delegacia Legal (Centro), Geraldo Rangel.
  
Na delegacia, os três assumiram o crime, informado também que antes do latrocínio haviam praticado um roubo na área de Guarus e levado um cordão de ouro de um jovem. “Era para ser só o assalto do cordão e mais nada. Ela [Elieni] não era nosso alvo, mas quando a gente foi roubar outra pessoa, ela veio gritando na nossa direção dizendo que ia chamar a polícia. Daí o Horácio sacou a arma e ela, desesperada, colocou a mão na frente do revólver e a arma disparou sozinha”, contou o piloto da moto, Carlos Riverton Pessanha Carvalho, 21 anos.

O jovem ainda disse estar arrependido e pediu desculpas a família da vítima. “Foi ela quem provocou tudo, pois a nossa intenção não era de matar ninguém. Peço desculpas a família dela e agora a gente vai pagar pelo que fizemos”, contou o rapaz afirmando ter cometido o crime para comprar crack.

Para o comandante do 8° Batalhão de Polícia Militar (BPM), Ramiro Campos, só pelo fato de os três suspeitos não estarem mais em circulação cometendo outros crimes, já é um ganho para a sociedade. “Há possibilidade de esses mesmos criminosos serem autores de outros crimes e até mesmo latrocínios. Em todas as ocasiões eu gosto de ressaltar que isso não aconteceria se a sociedade se preocupasse mais em erradicar o que está nos destruindo: as drogas. Essa jovem foi vítima desse mal que acomete o mundo todo”, lamentou o comandante.

“Vamos ter mais detalhes dos fatos após os depoimentos deles e com a acareação do crime”, finalizou o delegado Geraldo Rangel.

Carlos e Horácio Júnior Rodrigues de Souza, 18 anos, foram autuados no Art. 157 e irão responder por latrocínio. Eles foram encaminhados a 134ª DL e posteriormente para a Cadeia Pública Dalton Crespo de Castro e ficarão a disposição da justiça. Já o menor será autuado pelo ato infracional análogo ao latrocínio e encaminhado ao Centro de Socioeducação (Cense), em Itereré.

DROGAS APREENDIDAS DURANTE A OPERAÇÃO 
Ainda na comunidade da Portelinha, a Polícia Militar apreendeu 900 papelotes de cocaína, 45 pinos vazios [produto usado na embalagem da cocaína para comercialização], que estavam escondidos na área da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do bairro.


O material foi apresentado na 134ª DL, onde ficou apreendido. Postado por: VALQUÍRIA AZEVEDO
Fonte: KELLY MARIA/ Ururau.

Nenhum comentário: