Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Bancários decidem pelo fim da greve


Sindicato que representa a categoria no Norte e Noroeste Fluminense se reuniu em sua sede, em Campos.

Com a maioria dos votos a favor e apenas cinco contra, os bancários de Campos e Região decidiram em assembleia, realizada na noite desta segunda-feira (26/10), no Sindicato dos Bancários, pelo fim da greve e a volta aos trabalhos já nesta terça-feira (27/10). A categoria aceitou a proposta oferecida pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste de 10% sobre salários, benefícios e participação nos lucros.

Em São Francisco de Itabapoana, durante o período da greve, apenas os funcionários dos bancos públicos, Caixa Econômica e Banco do Brasil, aderiram ao movimento.

A federação também propôs correção de 14% no vale-refeição e no vale-alimentação. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários do Norte e Noroeste Fluminense, Hugo Diniz, durante os 21 dias de paralisação o trabalho foi árduo, principalmente devido ao atual cenário econômico do país, ‘o que acabou atrapalhando um avanço ainda maior da categoria’.

“Foi uma greve difícil, mas, apesar disso, a categoria está de parabéns e soube entrar e sair junto. Outra coisa é que pelo 12° ano consecutivo a gente conseguiu um reajuste real de salário, mesmo que pouco, que somado o ganho acumulado nesses anos dá algo em torno de 20%”, informou o presidente.

Com relação aos dias parados, Hugo comentou que houve uma negociação e parte desse total (65%) será assegurado. “A partir do dia 5 de novembro a 15 de dezembro será compensada em uma hora por dia”, explicou.

A greve dos bancários foi deflagrada no último dia 06 e a categoria reivindicava, inicialmente, reajuste de 16% (aumento real de 5,6%), com piso salarial R$ 3.299,66 e Participação em Lucro e Resultados de três salários-base, mais parcela adicional fixa de R$ 7.246,82. Os servidores também pediam vale-refeição e vale-alimentação no valor de R$ 788 e melhores condições de trabalho, com o fim das metas individuais.

Fonte: Ururau / Blog do Paulo Noel
Foto: Daniela Abreu

Nenhum comentário: