Clique abaixo para ouvir a Rádio São Francisco direto no site

________________________________________________________

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Sindipetro-NF informa vazamento de óleo na Bacia de Campos


O Sindipetro-NF informou em seu site que acompanha a situação da plataforma P-37, na Bacia de Campos, que sofreu um vazamento de óleo nesta terça-feira, 10-11. A entidade foi informada por trabalhadores de que a produção foi totalmente paralisada na unidade, que está sendo operada pela equipe de contingência da Petrobrás — integrada pelos chamados "pelegos", empregados que não aderiram à greve. O prejuízo diário é de 40 mil barris de petróleo.

Como não há grevistas a bordo da plataforma, o sindicato não tem informações precisas sobre o vazamento. O caso, no entanto, foi admitido pela Petrobrás em contato feito com a empresa pelo NF.  Segundo os trabalhadores o óleo se espalhou pelo convés e atingiu o mar. Já a empresa diz que o vazamento não foi no "top side".

Para o sindicato, este é mais um exemplo da irresponsabilidade da gestão da companhia, que mantém plataformas sendo operadas por equipes de contingência despreparadas, colocando vidas em risco e as próprias instalações da empresa.

Desde o início da greve, o indicativo da entidade sindical é de greve de ocupação, com os grevistas, que são capacitados tecnicamente para manterem a operação, permanecendo nos seus locais de trabalho e garantindo a produção mínima para a segurança e a habitabilidade — o que está ocorrendo em quase 30 unidades da Bacia de Campos.

A insegurança assola as plataformas operadas pelos "pelegos". Em razão disso, o sindicato orientou os grevistas destas unidades a desembarcarem, para que não fiquem expostos à irresponsabilidade da empresa.

A Petrobras divulgou uma nota. Confira:

"A Petrobras informa que nesta terça-feira (10/11) foi identificada uma mancha de óleo nas proximidades da plataforma P-37, que opera no Campo de Marlim, na Bacia de Campos. O volume encontrado, cerca de 0,37 metros cúbicos, está sendo dispersado mecanicamente, conforme normas ambientais vigentes, com a utilização de duas embarcações especializadas. Os procedimentos de emergência necessários para eventos dessa natureza foram acionados e a produção de P-37, que é de cerca de 30 mil barris por dia, foi interrompida preventivamente. Os órgãos competentes foram devidamente informados e as medidas de inspeção estão em andamento para a análise da ocorrência."

Foto: Plataforma P-37 - Geraldo Falcão - Divulgação/Petrobras

Fonte: Com informações do Sindipetro-NF

Nenhum comentário: